Para você que reluta em votar no PT: por que eleger Haddad prefeito e Nabil Bonduki vereador em São Paulo?

Não são poucas as pessoas que tendo, durante anos, acreditado e lutado para levar o Partido dos Trabalhadores (PT) e sua agenda de reformas ao poder no país, hoje se sentem, no mínimo, muito pouco estimuladas a votar em candidatos do partido. Para elas, em diferentes graus – da decepção ao ódio – testemunhar a mimetização do partido com a geleia geral do modo de fazer política no país é razão de indignação e rejeição a seus candidatos.

Infelizmente, a lógica dos fins que justificam os meios, da necessidade da governabilidade acima de tudo sob um presidencialismo de coalizão e um sistema político eleitoral arcaico, tem esvaziado aquilo que o PT prometia – o novo na política, a radicalização da democracia.

Entretanto, o momento eleitoral na cidade de São Paulo exige uma reflexão: nas eleições municipais, acreditar que o que está em jogo é ser contra ou a favor do PT é entrar justamente nesta lógica perversa e desqualificada da política brasileira. E a cidade? E São Paulo?

É na cidade e em seu destino nos próximos quatro anos que devemos refletir ao votar no próximo domingo. Apesar de um crescimento recorde do orçamento público e de uma disposição inédita dos cidadãos em se abrir para uma mudança de modelo de cidade, o mal estar urbano que vivemos hoje é o retrato dos limites e possibilidades da repetição da experiência Serra-Kassab.  A cidade está melhor do que há 8 anos? Para quem?

Como uma espécie de fenômeno midiático, na esteira da redução das múltiplas dimensões da cidadania em apenas uma – o consumo, surge um candidato que denuncia o desrespeito aos direitos do consumidor. Russomano convence porque o desrespeito (ao cidadão, não ao consumidor) é real, porque a inauguração da obra é mais importante que a manutenção e os serviços… O problema é que não se conduz uma transformação da cidade com denúncias. O grande perigo – já vimos este filme! – é a eleição de uma espécie de candidatura-imagem no estilo das mais perversas manobras conservadoras que já vivemos.

E Fernando Haddad? É novo ou é velho? É novo ao priorizar e valorizar um projeto de cidade e procurar apresentá-lo no processo eleitoral; é novo ao se abrir para possibilidades mais amplas de transformação, ao não se apresentar como salvador da pátria e detentor de fórmulas mágicas. É novo porque, sendo novo na política, talvez não seja capturado pela lógica da reprodução dos mandatos a qualquer preço. É uma aposta!

Mas só será uma aposta se sua eleição for acompanhada pela eleição de uma bancada de vereadores também nova. Nova não no sentido de políticos que nunca tiveram mandatos, mas sim de uma Câmara Municipal qualificada, comprometida com as mudanças necessárias na política, inclusive dentro do PT. E como eu já afirmei aqui no blog, o candidato Nabil Bonduki tem exatamente este perfil.

Por isso, é em nome da cidade que ouso sugerir a você, que está com bode do PT, a votar em Haddad prefeito e Nabil Bonduki vereador no próximo dia 7. Por São Paulo!

Para mais informações sobre os candidatos, acesse:

Fernando Haddad 13

Nabil Bonduki 13633

About these ads

110 comentários sobre “Para você que reluta em votar no PT: por que eleger Haddad prefeito e Nabil Bonduki vereador em São Paulo?

      • Fábio, você acha que eu nutro algum respeito pela ONU, por professora comunista financiada por verba federal, pelo Serra, Kassab, ou por esses retardados mentais que acreditam no mensalão não como via de enriquecimento dos cofres do PT, mas como um maneira altruísta de retirar o povo da miséria? Cara, eu respeito um cachorro mas não respeito essa gente. São todos a razão de este país ser o que é. Eu tô satisfeito e tranquilo, pois quero mais é que o Brasil se exploda, meu filho.

      • Hahahahahaha! Ah!Para vai?!
        Citar Olavo de Carvalho é no mínimo constrangedor!!
        Esse sujeito sim é um ignorante que em qualquer discussão só sabe responder : ” cala boca seu burro, estudo isso há 40 anos!” dã! o cara é homofobico, moralista, machista, e por ai vai!
        Mas, esse seu comentário só reflete o pensamento unilatarel da maravilhoso classe média de São Paulo que vive com um cabresto no rosto e só consegue enxergar os prórpios intereses:

      • Isso é um programa de rádio direcionado na maior parte aos jovens, sua imbecil. A obra filosófica do Olavo de Carvalho é muito extensa, ele e o Mário Ferreira dos Santos são os únicos a quem se pode chamar de filósofos no Brasil. Sem falar que o Olavo foi o primeiro a revelar as relações funestas entre PT, Farc e Foro de SP. Mas pra você bom mesmo é mostrar videozinho cheio de anedota, randômico, de ideias pré-concebidas e preconceituosas. Brasileiro adora ser feito de trouxa, acha tudo muito bonito, fazer o quê?

    • Grande ideia.
      Vote no Russomano, pau mandado do Edir Macedo.
      Vote no Serra, com seus amigos da Privataria Tucana.
      Vote no Chalita, carreirista que trocou 2 vezes de partido nos últimos 6 anos.
      Vote na Soninha, carne e unha com Serra.
      Enquanto isso, o mensalão, o golpe a la Paraguai, faz a cabeça dos incautos.

    • É com “mensalão” Lula tirou 25 milhões da miséria e elevou 40 milhões a classe média, pagamos e nos tornamos credores do FMI, etc…

      FHC, “fato comprovado” comprou seu direito a reeleição, afundou o Brasil em 100 trilhões em dividas levando o Brasil a: crise, miséria, fome, desemprego, recessão, etc….

      Se com Lula houve “mensalão”?

      O que aconteceu com FHC?

      • Como disse Zepgalo: “Na época tucana FHC não fez mensalão, foi um “paiement mensuel”. A Casa Grande tem classe!”

      • Wait wait wait. Quem tirou 25 milhões da miséria? Cada um que trabalha e ganha o seu salário honestamente é quem sai da miséria. Se a gente pode falar que o Lula tirou alguém da miséria foi o filho dele. Olha, eu pago as minhas contas. E em todas elas o nome que aparece no carnê é o meu mesmo.

      • Se aconteceu com o FHC junta as provas e pune. A lei é para todos. Um erro não justifica o outro. Se a lei diz que é crime então puna-se.

      • tirou 25 milhões da miséria. verdade! como fez? alterou a definição de miséria, por meio de sofismas.
        FHC comprou o direito à reeleição, você diz que é fato comprovado, mas por quais provas?
        Nos tornamos credores do FMI, assim como autossuficientes em petróleo, certo? Por que diabos a Petrobrás está perdendo valor em razão de comprar gasolina do exterior por um preço e vender aos brasileiros por um preço supostamente menor, mas bancado pelo dinheiro do contribuinte (todos nós).
        Afundou o Brasil em crise, miséria, fome, desemprego?
        Até onde se pode observar – se você for uma pessoa sensata – o FHC tirou o brasil de uma crise inflacionária avassaladora. Trocando em miúdos, o FHC controlou a inflação, de modo que o salário do trabalhador ganhou estabilidade e passou a valer mais. FHC foi um cretino, mesmo.
        FHC não fez nada para combater a fome, a privatização da Petrofértil não gerou a produção de fertilizantes mais baratos e, consequentemente, de alimentos mais baratos. É, FHC é um cretino, mesmo.
        Uma pena que o Lulla não teve que enfrentar o caos economico nacional e o cenário internacional desfavorável dos anos 90, estaríamos próximos de erradicar a desigualdade social, seríamos, todos, igualmente pobres…

    • “É novo porque, sendo novo na política, talvez não seja capturado pela lógica da reprodução dos mandatos a qualquer preço”

      como assim ‘talvez nao seja capturado’??? Essa aliança com o Maluf eh o que??? ele teria meu voto se nao fosse isso… mas dai tirou de otario, ai nao da

  1. Ah, Raquel. Pelo menos admitamos que é um voto pragmático, voto “útil”. Haddad novo? Fez sua carreira dentro da burocracia do governo e até tapinha nas costas do Maluf ele deu. O Nabil recebeu 30 mil reais de banco (basta checar a declaração eleitoral).

    Eu entendo e respeito a posição e estou ainda em dúvida. Mas não consigo ver como pode ser qualquer coisa além do velho voto útil.

  2. Professora Raquel, da FAU-PUCC/82:
    Por mais que seja e fale diariamente de políticas públicas de habitação e afins, pega mal a panfletagem.

    • Caro, isso não é panfletagem, é discussão política, coisa que brasileiro ainda não aprendeu a fazer em alto nível. É legítimo ela declarar em quem está votando e os seus motivos.

  3. Prezada Raquel
    Concordo plenamente. Texto muito claro para quem, apesar das decepções provocadas pela busca da governabilidade, politicamente precisa tomar uma decisão pensando no futuro de nossa cidade!

  4. Ótima argumentação. Argumentações idealistas, moralismos, essas coisas são louváveis mas cabem melhor numa classe média que não necessita tanto de quem está no poder – ela já tem poder de resolver vários de seus problemas pagando por soluções particulares. O grosso da população pensa em termos muito mais pragmáticos. O voto em Russomano e semelhantes, se pensarmos bem, responde a esse pensamento pragmático, já que candidatos desse tipo prometem coisas imediatamente visíveis. Mas é bom que nós, privilegiados pensantes, também pensemos em termos práticos. Haddad e Bonduki não valem nossos votos porque fazem coligações que lhes garantem mais tempo na campanha de TV, porque cometeram pequenos pecados que ferem nossa sensibilidade, nosso moralismo? Vale a pena virar solenemente as costas para o que consideramos impuro na política? E, fazendo isso, em quem vamos votar então?

  5. O momento é muito grave, Não podemos entrar na onda anti-petista, cuidadosamente planejada pela midia, com o julgamento do STF coincidindo com as Eleições Municipais. Estamos vivendo um Golpe Branco, o momento da revanche dos derrotados nas urnas, o 3º turno de 2010. Precisamos apoiar HADAD, com Nabil Bonduki como Vereador.

    • Golpe branco ? Só se for do PT contra o povo brasileiro. Esse partido perdeu o discurso desde 2005. Não sei como ainda tem gente que acredita nessa escória ! Particularmente, acreditei por muitos anos, mas cheguei à conclusão que novo mesmo, ainda está prá nascer e não se chama PT!

    • Concordo plenamente com você. E pelos comentários de algumas pessoas aqui, fica visível que o que a mídia e o STF estão promovendo acaba colando na percepção de alguns. Por isso, até parei de criticar a entrada do PP do Maluf na coalizão, porque sem o apoio de algum partido de direita o golpe já teria vindo há muito tempo no plano federal e, caso ganhe Haddad, a situação aqui em São Paulo será diferente, como foi com a Erundina e a Marta, que apanhavam um dia sim e outro também e, apesar dos seus bons governos, não conseguiram se reeleger, e vimos os anos de atraso, roubalheira, escândalos camuflados pela mídia, e todo tipo de desregramento a que o povo de São Paulo é submetido diariamente, em todos os níveis.
      Apoio totalmente você, Raquel. Parabéns por se posicionar nesse mundinho apolítico que estão querendo novamente nos empurrar goela abaixo.

  6. Eu já votei várias vezes no PT, mas há alguns anos prometi a mim mesmo nunca mais votar em NENHUM candidato do partido. Chega de corrupção e aparelhamento do Estado. Sinto muito, Raquel.

    • Prezado André e todos que se colocam em uma postura de não votar no PT. Qualquer partido grande padece do desafio de ser habitado por gente de todos os níveis de comprometimento ético. Em todos os partidos, até mesmo nos mais conservadores, existem pessoas com uma intenção positiva. O sistema, de fato, está muito adoecido, mas existe intenção positiva na política e não somente pessoas má intencionadas como a imprensa parece querer que acreditemos. Não devemos nos ater à sigla, mas na pessoa. Dos três candidatos em São Paulo, para mim é Haddad quem apresenta um projeto de governo mais atraente. E o candidato Nabil Bonduki, indicado pela Raquel, me pareceu ter efetivamente uma intenção positiva de intervenção organizada na realidade para gerar melhor condição de vida para as comunidades. Fraternalmente, Filipe

      • Penso que devemos nos ater à pessoa e à sigla também. O PT não é o partido dos puros, mas está longe de ser o mais corrupto, vide que está em 8º lugar entre os fichas sujas, sendo que o PSDB está em primeiríssimo lugar. Claro que essa informação não é encontrada nas primeiras páginas da mídia, mas penso que é um bom contraponto para a criação de corrupção extra, e somente para o PT, realizada diuturnamente por esse partido político midiático de oposição.
        Mas no resto, concordo com você, o PT cresceu muito em pouco tempo, e há que se conviver com tipos variados de pessoas e proposições, feliz ou infelizmente. E em São Paulo não dá pra ser ninguém mais além do Haddad. Também vou votar no Nabil, até porque precisamos de pessoas que pensem a cidade em termos de viabilidade urbana.
        Abs

  7. Até dá pra concordar que o Nabil, individualmente, seja um cara íntegro e preocupado com a cidade. O fato, porém, é que no regime político no qual vivemos não se vota apenas em indivíduos, mas em partidos e coligações(especialmente nas votações proporcionais, como é o caso da eleição pra câmara). Então não adianta votar em um candidato do PT sendo que este partido está coligado com o PP de Wadih Mutran, Robson Malek, etc. Este voto pode acabar servindo pra eleger um destes parasitas.

    O PT de agora, infelizmente, já não faz jus à sua história. Procure saber sobre os candidatos a vereador do PSOL…o voto na legenda garante a certeza de ajudar a eleger um candidato comprometido com a população.

    • Gabriel, de todos os comentários aqui, achei o seu o mais lúcido, concordo plenamente. Quando se vai contra o PT, logo se é tachado de PSDB, como se apenas existissem estes dois partidos no Brasil. Porém há uma terceira via, outros partidos que se mantém limpos. E enquanto reinar esta mentalidade, a terceira via nunca ganhará força, veja a repercussão da Soninha, olha o comentário que fizeram, que ela é carne e unha com o Serra, sinceramente…
      Eu sou filiado do PV no Paraná, e não estou acompanhando as eleições de SP, e mesmo filiado a este partido, o PSOL é um que eu com certeza votaria. É ridículo este discurso de “não há outra maneira, há de se fazer coligações para conseguir espaço”, eleição a qualquer custo para depois no poder realizar a mudança, como se a ética não importasse em nada, os fins justificassem os meios. Somos imperfeitos, mas o PT enfiou o pé na jaca. Por isso admiro o PSOL, quando viram que o partido mudou de rumo, imediatamente desertaram, não chegaram a por o pé na lama. Há momentos que, mesmo que não tenha efeito, devemos tomar a atitude certa. E eu só sei que PT e PSDB já foram, assim como PMDB e PFL nunca foram, se estes não deram certo, vamos abrir espaço para outros.
      Ah, petistas e afins, parem com esta paranóia de golpe e que a mídia está contra vocês, já está se tornando ridículo. Vocês negando o mensalão me lembra os evangélicos negando a evolução. Fato é fato! Juro que não assisto TV nem leio revistas semanais, mas só de ler os seus comentários já é suficiente para conquistar antipatia por vocês. Parem de negar a realidade e acordem!

  8. se a democracia representativa é de fato ineficaz para atingirmos os ideais de uma sociedade mais justa, e se, no fundo, “tanto faz” candidato A ou B ser eleito, porque a política de verdade se faz de baixo para cima, então é besteira perdermos tempo votando (lembrem-se, quem não quiser votar, é só pagar uma multa de aproximadamente R$ 4,00 que está tudo limpo).

    agora, se reconhecemos que, apesar da estrutura política ser engessada e que mesmo partidos que se pensam diferentes mas não conseguem escapar à armadilha do clientelismo podem lograr incutir no espírito coletivo um senso, por mínimo que seja, do ethos público; ou se reconhecemos que, mesmo que a política que importa é aquela que se faz no dia-a-dia, nas ruas, e não uma vez a cada dois anos, as estruturas estatais de fato existem e de fato podem servir para alguma coisa — o “voto consciente” é o voto em quem não apenas representa, no plano ideológico, a possibilidade de o poder concentrado no estado ser devolvido à população, mas também tem experiência em governos que perseguiram o ideal democrático, logrando, ao menos em sua época, resultados que não são insignificantes (por exemplo, o governo de luiza erundina em são paulo, do qual participou nabil bonduki).

    acreditar que a política partidária convencional altera alguma coisa nas estruturas de poder há séculos estagnadas no brasil é, obviamente, uma ilusão. “fazer birra” (por falta de expressão que melhor represente esse sentimento) com este ou aquele partido ou candidato porque, no fundo ,”é tudo farinha do mesmo saco” é desperdiçar a chance que temos de dar, novamente (como deveria ser a cada dia), um passo na direção de uma sociedade melhor para todos.

    portanto, compartilho com a raquel o voto em fernando haddad para prefeito e nabil bonduki para vereador em são paulo.

    daniel ávila

    • Ô Fabiano, isto está longe de ser panfleto, sô… é simplesmente a opinião de Raquel. Ela tem todo o direito de expor aqui sua opinião política; quem não concorda com a opinião dela também tem seu direito. O que não está certo é chamar de panfletagem uma análise lúcida e lógica como a dela, algo que talvez você não seja capaz de fazer. Eu mesma não concordo com o que Raquel escreveu, mas respeito sua posição e admiro sua firmeza.

  9. Raquel, admiro muito o seu trabalho, acompanho o seu blog há um bom tempo e entendo sua posição política. Independente de quem concorda ou não com essa posição, fiquei um pouco triste com esse post. Já que, pelo alcance que tem, esse espaço do blog é muito conveniente para propaganda política.

    Continuarei acompanhando, pois todos os outros ‘posts’ anteriores eram interessantes do ponto de vista do direito à moradia.

    Também não poderei deixar de expressar minha opinião especificamente sobre o candidato Bonduki, que você apoia. Tenho que dizer que me causa, no mínimo, estranheza, o fato de ele defender uma cidade sustentável e com propostas de proteger o meio ambiente urbano, ao mesmo tempo que que deixa placas e cavaletes espalhados sujando a cidade.

    Veja esse cavalete deixado junto a uma árvore em frente ao Parque da Água Branca: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=367548113320048&set=pb.361945380546988.-2207520000.1349227750&type=1&theater

  10. Não há nada de novo em Haddad. Ele é o cara do REUNI e do PROUNI, políticas de expansão precarizada e privatista da educação brasileira – aliás, o REUNI, após 5 anos de implantação, acabou de ter como resposta a maior greve da educação dos últimos 10 anos, por conta dos problemas estruturais, falta ou má qualidade de bibliotecas, laboratórios, salas de aula, etc etc…

    Me detenho em um exemplo da candidatura de Haddad: o que é aquele programa de segurança, Raquel? Você conhece muito bem a política de criminalização da pobreza que vivemos hoje no Brasil. Que cada vez mais não é monopólio de DEM, PSDB, PRB, PMDB etc… o PT já reivindica esse discurso claramente. Vocês viram o programa do Haddad de segurança, digo o vídeo? É absurdo! Tolerância zero (política de segregação, violência e guerra social contra pobres e negros em NY e Medellín), cultura do medo, policiamento ostensivo-repressivo… nem uma palavrinha sobre os mais de 200 inocentes que a PM matou só em maio, junho e julho! E que continua matando…

    Quando condenamos a aliança com Maluf, não é por moralismo. Mas sim porque está claro que, seja por pressão dele ou não, Haddad incluiu em seu programa o espírito do malufismo pra segurança pública: ROTA na rua! Dentre outros aspectos, claro…

    Acho que a tarefa para os críticos desse projeto de cidade e sociedade é votar nas candidaturas de esquerda, da Frente de Esquerda – PSOL e PCB. Com Giannazi prefeito e, no meu caso, defendo a candidatura de Giva, 50055, como a que mais é capaz de defender os direitos dos pobres e excluídos da cidade. Deem uma olhada no site dele (e nos dos outros candidatos do PSOL): givapsol.org.br

    Abraços!

  11. Raquel, lendo seus últimos textos e análises, cito a você estes versos de Cazuza:
    “Sua piscina está cheia de ratos
    E suas ideias não correspondem aos fatos”.

    Quem se der ao trabalho de estabelecer comparações entre as gestões da Marta, do Serra e do Kassab verá que tudo de positivo feito pela Marta foi continuado e amplificado nas gestões Serra e Kassab.

    Basta o seu leitor fazer as comparações. A Veja São Paulo o fez, PUBLICANDO NÚMEROS OFICIAIS, comprováveis, ao contrário desta coisa difusa e genérica que perpassa seu texto.

    Cito alguns:
    Cidade limpa
    Comecemos por essa mudança, que tem servido de inspiração a grandes cidades mundo afora. São Paulo não é o paraíso, mas é evidente a mudança na paisagem. Basta que saíamos do município para perceber o contraste: as placas de propaganda agridem e enfeiam o ambiente urbano. Mais: prédios quase destruídos tinham as suas fachadas maquiadas por enormes painéis de alumínio e plástico que cobriam o horror com o horror.
    Creches e verbas
    Vejam que coisa: quando Marta Suplicy (PT) deixou a Prefeitura, havia, atenção!, apenas 60 mil vagas para crianças de até 4 anos. Nos últimos 7 anos, este número cresceu 250% — a cidade tem hoje 210 mil vagas. Em 2004, a cidade investia R$ 170 milhões em educação infantil; em 2012, será de R$ 1 bilhão — quase 500% maior! Faltam ainda 145 mil vagas? Sim! O fato é que, em sete anos, criaram-se 2,5 vezes mais vagas do que na história da cidade. E isso poucos paulistanos sabem porque a imprensa não deu pelota para o fato. Ao contrário! Ficou gritando: “Cadê as outras 145 mil?”. É preciso cobrar, sim. Mas também reconhecer o que foi feito.
    Verbas para a educação
    Atenção! O Orçamento total da educação saltou de R$ 3,6 bilhões em 2007 para R$ 8,1 bilhões — um crescimento de 125%.
    Metrô
    O último prefeito de São Paulo a pôr dinheiro no metrô foi Miguel Colassuono, em 1975. A gestão Kassab investiu R$ 1 bilhão nessa área.
    Inspeção veicular
    Na campanha eleitoral, alguns vigaristas estão propondo ou o fim da inspeção ou o uso de dinheiro de quem não tem carro para financiar quem tem. Fernando Haddad diz que, na sua gestão, ela será de graça. Chalita havia prometido quase extingui-la, mas depois recuou. Nesse caso, transcrevo o quadro de VEJA que trata do assunto (em azul).
    “Projeto pioneiro no país em âmbito municipal, a Inspeção Veicular Ambiental foi implantada em 2008 com o objetivo de reduzir as emissões de poluentes por veículos. A iniciativa teve aplicação gradativa: no primeiro ano, abrangeu apenas veículos movidos a diesel – 48000 passaram pelo controle. Em 2009, incluiu motos e parte da frota dos carros, chegando a 1,5 milhão de análises. Em 2010, estendeu-se a toda a frota registrada, hoje girando em tomo de 3 milhões de inspeções anuais. Neste ano, de cerca de 1 milhão de veículos que passaram pelos dezesseis centros, quase 20% foram reprovados na primeira tentativa, o Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da Faculdade de Medicina da USP calcula que se evitaram com isso 1.515 internações hospitalares e 584 mortes por problemas respiratórios, se forem levados em conta os benefícios criados apenas pela inspeção dos veículos a diesel em 2011 (a emissão de material particulado desses motores foi reduzida em 28%). A estimativa é que a inspeção seja equivalente à retirada dos poluentes emitidos por uma frota de mais de 1,4 milhão de veículos, sendo 1,3 milhão de automóveis, 87.000 motocicletas e 36.000 veículos movidos a diesel somente em 2011.”
    (…)
    CEUs
    Transcrevo quadro da VEJA São Paulo:
    “O prefeito não só manteve hasteada a principal bandeira da gestão Marta Suplicy como investiu nela com vigor. Inaugurou 25 Centros Educacionais Unificados (CEUs), contra 21 complexos que reúnem atividades de ensino, esportivas e culturais implantados pela petista. Cada unidade possui um Centro de Educação Infantil (para crianças de até 3 anos), uma Escola Municipal de Educação Infantil (para alunos de 4 e 5 anos) e uma Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef), além de contar com quadra de esportes, teatro, piscina, biblioteca e outros espaços. Localizados em áreas periféricas da cidade, os CEUs são abertos aos moradores da região, apostam em programação variada e recebem 60000 pessoas, em média, por mês.”
    AMAs e contratação de médicos
    Informa a revista:
    “Para desafogar o atendimento emergência! nos dezoito hospitais municipais, a prefeitura investiu nas unidades de Assistência Médica Ambulatorial, as chamadas AMAs. Ali, os paulistanos podem ser atendidos sem marcação prévia de consulta. Desde o início da gestão Kassab, foram inauguradas 107 AMAs tradicionais e dezenove AMAs Especialidades, que se ocupam de ramos da medicina como urologia e cardiologia. Cerca de 800.000 pessoas são atendidas na rede por mês. O tempo de espera, que pode chegar a duas horas, ainda é um problema em algumas unidades, caso de Paraisópolis. Em compensação, o número de médicos contratados pela prefeitura aumentou. Em 2004, eram 8.606. Hoje, são 14294.”
    Hospitais
    Kassab havia planejado entregar mais três hospitais até o fim da sua gestão. Dificilmente haverá tempo para isso. Mas atenção para o que vem agora:
    “A cidade de São Paulo não ganhava um novo hospital municipal havia dezessete anos até a inauguração da unidade Cidade Tiradentes, na Zona Leste, em 2007. Erguida ao custo de 84 milhões de reais, ela tem 223 leitos e capacidade para 25.000 pacientes por mês. Em 2008, foi aberto o Hospital M’Boi Mirim, com 297 leitos. A prefeitura ainda inclui na conta os hospitais São Luiz Gonzaga, no Jaçanã (que seria fechado, mas foi municipalizado em 2008, com 186 leitos), Santo Antônio (particular, mas que passou a atender pelo SUS neste ano) e Sorocabana (que está em obras e deve ser entregue até dezembro).”
    Incêndios em favelas, ano a ano:
    Gestão Marta
    2001 – 224
    2002 – 169
    2003 – 200
    2004 – 185
    Gestão Serra
    2005 – 151
    2006 – 156
    Gestão Kassab
    2007 – 120
    2008 – 130
    2009 – 129
    2010 – 31
    2011 – 79
    2012 – 69
    Você não é capaz de contradizer nenhum destes dados, porque são fatos. Já suas afirmações, são uma mistura de boatos e desejos desconectados da realidade.
    Votar no PT já significou votar contra Maluf, Sarney, Collor, Renan Calheiros, Newton Cardoso (para quem não sabe, um Maluf mineiro, sem o verniz cultural). Hoje, votar no PT significa votar em um partido que se associou a estas mesmas pessoas, que as defende, que trabalha com e por elas em companhia de Dirceu, Delúbio, Genoino e outros “que não sabiam de nada” sobre o mensalão e outros escândalos.

    Votar no PT já significou votar em pessoas que lutaram contra o regime militar (mas nem sempre por uma democracia). Hoje, significa votar em pessoas que estão no poder e se recusam publicamente a aceitar as regras do estado democrático e de direito ao declararem que esperavam que os 6 ministros nomeados pelo partido para o STF lhes fossem servis (e que “não aceitam” as condenações do STF).

    As antigas bandeiras do PT foram abandonadas e substituídas por duas: o plano real e o bolsa família (união de vários programas de distribuição de renda em uma única sigla), duas bandeiras que o PT surrupiou do PSDB. Caso você não saiba ou não se lembre, estes dois programas foram duramente atacados por Lula e seus seguidores antes de assumirem a presidência. O programa de distribuição de renda foi criticado por Lula até quando já era governo e tentava emplacar o falido FOME ZERO. Só depois mudou de ideia.

    Outro ponto importante: o PT não tem gente competente do ponto de vista de gestão administrativo-financeira.

    Em São Paulo, quando Marta foi eleita prefeita, encontraram as finanças em frangalhos pelos desmandos sucessivos de Maluf e Pitta. Quem eles chamaram para colocar a casa em ordem? Economistas que eram Petistas históricos como Mercadante ou Luciano Coutinho? Claro que não! Chamaram o João Sayad, que nunca foi do PT. Ele colocou as finanças em ordem e deixou o governo petista em maio de 2003. Um petista assumiu e, até o final de 2004, quebrou a prefeitura novamente.

    No governo federal, quando Lula assumiu e encontrou o empresariado paralisado, em pânico com as promessas de anos do PT, quem eles chamaram para cuidar do cofre e acalmar “o mercado”? Um Petista histórico? Não, um banqueiro histórico: Henrique Meirelles, ex-presidente mundial do Banco de Boston e, à época, ligado ao PSDB.

    Ou seja, o PT demonstra publicamente a sua incompetência, mas não perde a pose.

    Agora vamos comparar Haddad e Serra.

    As campanhas contra Serra não o atacam como gestor, pois sabem que este não é o ponto fraco dele. O atacam dizendo que abandonará a prefeitura, com um livro de ficção chamado “Privataria Tucana”, escrito pelo mentor do (falso até a raiz) “Dossiê do Aloprados” que procurava atingir Serra na campanha contra Mercadante em 2006 e com o tópico segurança pública/violência policial. Desta vez, com Aécio em campanha para a presidência e Alckmin como candidato natural à reeleição, é altamente improvável que Serra deixe a prefeitura. Quanto ao livro “Privataria Tucana” a obra é tão inconsistente que nenhum jornal sério (inclusive os que, nas redações, apoiam o PT) lhe deu maior repercussão. Aliás, só a título de curiosidade, seu autor foi financiado por Edir Macedo e a TV Record, a pedido do PT. No que tange à segurança pública, São Paulo tem, pelos dados publicados pelo ministério da justiça do governo federal, o segundo menor número de assassinatos por 100 mil habitantes (perde para Brasília), os maiores índices de solução de crimes e vários outros indicadores que demonstram que o assunto pode merecer considerações, mas apresenta números bem melhores do que os dos estados onde o PT é governo.

    Já com Haddad os fatos são bem mais graves. A interminável greve das universidades federais tem o DNA do Haddad. As universidades inauguradas sem instalações básicas têm seu DNA. Os repasses de 4,5 milhões do MEC para a CUT que o TCU mandou serem devolvidos têm as digitais do Haddad. Os convênios do Prouni, majoritariamente com faculdades desqualificadas, que equivalem a menos que um antigo curso colegial, têm o DNA do Haddad. No mínimo, pode-se dizer que a incompetência administrativa e a falta de cuidado com a coisa pública são sua marca registrada. Sua carreira não resiste a um pouco de bom senso e tempo para pesquisar no Google.

    As eleições estão chegando. Deixo aqui a sugestão para que os leitores façam uma pesquisa independente sobre os candidatos. Não acredite em fofocas ou análises retorcidas pelo desejo. Atenham-se aos dados oficiais (afinal o PT é governo federal há 10 anos). Observem que, mesmo no poder, o PT não consegue parar de produzir provas contra si mesmo.

    • Da mesma forma que há os que ainda defendem o governo de mais de 16 anos do PSDB que não trouxe benefício concreto e permanente algum à SP, os que citam a Veja como fonte fidedigna de informação, a Raquel pode apoiar, defender, acreditar e votar em quem ela quiser!!

      • Regina, a Raquel e qualquer outra pessoa podem defender bandeiras e opiniões à vontade. É um dos grandes benefícios da democracia.

        Mas observe uma coisa fundamental: tudo que afirmei é comprovável em fontes OFICIAIS, são fatos. Em contrapartida, NADA do que a Raquel afirmou é comprovável, fica tudo no território da fé, do “acreditem em mim”. É muito pouco para quem quer ser levada a sério.

    • Só tenho uma coisa a dizer sobre toda essa propaganda de que Serra e Kassab continuaram e melhoraram todos os projetos de Marta… Por acaso você que escreveu esse monte de dados estatísticos já entrou num CEU antes e depois da Marta? Você reside próximo a algum e é usuário? Bem, quantidade e dados não é o mesmo que qualidade e realidade! Eu, no caso, tive essa experiência e inclusive fui professora nesse período… e o CEU de Marta e o seu projeto, em nada tem a ver com as estruturas gigantescas que se mantiveram com um terço dos funcionários e das atividades propostas e qualidade das mesmas. Viraram na verdade grandes espaços para comportar mais crianças fora de casa o maior tempo possível para desafogar os pais e aumentar as estatísticas de vagas e justificar dinheiro investido. Ter um espaço sem orientação e atividades descentes num local com tantas possibilidades educacionais e culturais não é o mesmo que o projeto da Marta. Ainda assim, muita coisa se manteve sim… claro, pegar carona e ainda economizar e simplificar as coisas sem deixar de levar os créditos de alguem que já fez é fácil e no minímo esperto. Até porque a memória das pessoas é fraca e tem muita gente que pensa que o bilhete único é coisa do PSDB. Ninguém faz questão de lembrar da briga que a Marta enfrentou com a máfia do transporte para implantar os terminais e bilhete único.

    • O cara fala em não dar ouvidos a boatos e fofocas e me cita a imparcial e superultramega confiável Veja – Folha Tucana. Tá.

      • Marcelo, está na hora de discutir como gente grande: A Marcela, por exemplo, no comentário acima, trouxe reflexão, informação, consistência. Já você, fica neste negócio de falta de credibilidade da Veja e da Folha, para citar quem você citou. A Folha é o grande jornal mais Petista do Brasil. Se você discorda, é por que não lê. Quanto à Veja, aponte os erros, mate a cobra e mostre o pau. Ficar falando genericamente é coisa de quem comprou um discurso pronto e morre de preguiça de confrontar-se com a realidade.

      • Ric, não se desqualifique com este tipo de argumento, que é apenas falta de argumento. Aponte quais são os dados errados. Mate a cobra e mostre o pau, mas faça isto com argumentação lógica e informações de fontes com credibilidade (as fontes citadas em meu texto e na VEJA são OFICIAIS e ninguém as contestou). Digo a você o mesmo que disse à Raquel, citando Cazuza: suas idéias não correspondem aos fatos.

      • Paulo, sinceramente, a veja foi capaz de manipular o Manifesto Comunista http://veja.abril.com.br/250701/p_046.html “Karl Marx considerava a globalização um movimento revolucionário altamente positivo e libertador”(se voce ja leu o manifesto sabe que essa afirmaçao é absurda, ja que nao é da”globalizaçao” que Marx E ENGELS estavam falando em sua obra). Como voce, uma pessoa minimamente questionadora e engajada pode confiar em um veiculo de informaçao como esse? a questao não é a veja publicar fatos reais e incontestaveis mais como ela os organiza e apresenta de forma a declarar algo que nao é verdade!é claro que o mundo nao é preto nem branco, mais ler veja sem um(grande)distanciamento critico é impossivel para qualquer pessoa esclarecida e critica.

  12. Gostei da opinião da Raquel, ela sente o problema que bate a porta e na hora certa vem e da sua contribuição, mostra a cara, mostra que é cidadã preocupada com o futuro da cidade, não fica em cima do muro como muitos, é hora de mostrarmos a cara e pedir sim o voto pra uma coisa que seja melhor pra cidade, sem ilusões, sem romantismos, com o pé no chão. Valeu Raquel.

  13. O PT (atual, que fique bem claro) é a escória do mundo!
    Se Haddad e Nabil merecessem o meu voto, não fariam parte desse partido que é um verdadeiro antro de podridão!
    Já ajudei a eleger o Nabil no passado, mas agora a questão é de ordem maior: PT nunca mais!

  14. “Conhecer a historia para que ela nunca mais se repita” …. haa? nao estou vendo isso acontecer, onde conhecemos a corrupcao e apenas a apoiamos com nosso voto. voto eh pra fazer mudar e colocar a sua vontade dentro do governo, tenho certeza que a vontade de muitos eh ver o governo sem corrupcao e lavagem de dinheiro.. vamos tentar fazer isso acontecer.

  15. O PT, na minha juventude, foi fundamental, fui ferrenho ativista, entretanto não fêz ás denuncias esperadas, não apontou o dedo para quem deveria, não expos o que deveria ser exposto, entendo que se tivessem feito isso, teriam muita dificuldade para governar no principio, más depois há depois, este BRASIL seria outro.!!

  16. Oi, eu sou paulista!

    LALALALALALALALALA mensalao uma foto com maluf mensalao uma foto com maluf mensalao uma foto com maluf LALALALALALALA

    Como se eu fosse ler plano de governo de candidato e parar de entrar no UOL, hahahaha

  17. Raquel… admiro voce, assim como sua irmã, suely, grande psicóloga e pensadora. Mas sou mais radical que voce. Ainda estamos na discussão sobre qual é o melhor candidato, quando o que realmente faz diferença é a discussão sobre qual sociedade queremos. O PT não serviu porque não fez essa discussão na prática e reproduziu a maneira burguesa e tradicional de fazer politica; Uma politica centrada do personalismo, na figura do Lula como redentor dos pobres, mas o melhor presidente que os banqueiros e poderosos deste país já tiveram.
    Dentro desta estrutura, nenhum candidato serve para tocar na assombrosa distancia entre ricos e pobres, modificar a lógica do capital e operar transformações significativas.
    Ou qualquer candidato serve, porque todos eles terão que aplicar o orçamento do municipio e aqui e ali pressoes surgem para obras sejam executadas projetos sejam elaborados ou escolas sejam construídas e placas com seus executores sejam forjadas para o bem da memoria escrutinante.
    Acho que voce sabe disso, não sabe?

    bjos

    Luiz

  18. Ao colega que escreveu os “n” dados da Veja São Paulo, publicação tão viciada quanto sua “irmã” maior: Kassab não está sendo punido com uma das piores avaliações da História de nossa prefeitura pelo gerente que ele foi, mas pelo péssimo administrador que aprofundou as diferenças sociais e que não soube exatamente para quem governar.

    Iludiu-se com o Cidade Limpa e achou que poderia fazer um laboratório de políticas públicas, esquecendo-se de que, sem diálogo, nada funciona, e de que o paulistano, acima de tudo, quer ser respeitado como cidadão e como pagador de impostos.

    Defender o governo de Serra e Kassab nesse contexto é uma ofensa: até Russomanno pode ser melhor que a continuidade do higienismo atual de SP.

    Quanto aos que falam do mensalão e do Maluf, acho que tem muita gente aqui que governaria sozinho um país, sem alianças nem coligações, e que, fatalmente, repetiria Collor de Mello e seu governo que acabou como acabou. Vale a pena lembrar que a maior parte da corrupção que existe nesse país ocorre porque não há governabilidade, nem partidos fortes, coisa que não existiria com lista fechada, cláusula de barreira e outros mecanismos que garantam fidelidade aos partidos e suas ideias, coisa que não existe hoje.

    Finalmente: votar num candidato, no sistema de lista aberta, é colocá-lo acima dos outros, permitindo que ele tenha a preferência para se eleger. Sendo mais específico, votar em Nabil Bonduki significa colocá-lo à frente de Wadih Mutran e outros políticos desse quilate; vale lembrar, ainda, que geralmente os corruptos e ladrões são eleitos por seus próprios méritos, seja porque tem seu próprio colégio eleitoral, seja porque os esclarecidos votam nulo e jogam suas escolhas políticas no lixo.

    #prontofalei …

    • Fábio Peres, tenho muitas críticas ao Kassab também, mas a questão aqui é outra. Em algum momento da vida a pessoa precisa aprender a diferenciar fatos de boatos. Fatos são aqueles que você consegue apurar, que são informações fidedignas; boatos são esses trololós, estas afirmações vagas sobre falta de veracidade nas minhas afirmações ou da Veja. Os dados que publiquei são TODOS comprováveis. Os seus permanecem no pantanoso terreno do achismo. Ao invés de engolir este papo contra a VEJA, contra a “direita” e outros temperos cultivados na falta de informação, faça um exercício: tente rebater com dados (oficiais) e argumentos o que publiquei. Duvido que você consiga.

      • Paulo, pode-se construir um fracasso administrativo baseados apenas em fatos ou números, e criar um “case” de sucesso gerencial por pessoas que souberam sentir o momento e fazer aquilo que o mercado (ou o povo) precisa.

        Pesquisas de opinião mostram que Kassab sai somente com a aprovação dos antipetistas, muito mais porque “não é a Marta” do que por suas virtudes administrativas e visão gerencial.

        E isso é a opinião de uma população que reprova um prefeito mesmo tendo sido governada por um bom gerente, mas péssimo administrador.

        Não sou eu quem digo, é São Paulo que acha.

    • Fábio, o que eu acho ou o que você acha vale pouco. Agora, o que se constrói com argumentos serenos e sobre uma base de dados real já faz alguma diferença. O ponto original é este artigo da Raquel Rolnik que não apresenta NENHUMA informação ou dado que corrobore seu ponto de vista. Ao passo que as informações que postei são oficiais e comprováveis. Se é possível torcer a realidade tendo como ponto de partida apenas dados concretos e fidedignos, imagine quando tudo que se tem são afirmações vagas e desejos “fofinhos”. Isto não é um artigo, é mais, assim, um tipo de oração.

      • Só para terminar: ” Líderes eleitos pela população de seu país e comandantes de organizações internacionais de ajuda aos necessitados (como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional) estão sendo intimidados pela turba que transita pelo planeta para marcar presença em cada reunião destinada a discutir os rumos da globalização” DESDE QUANDO O FMI E O BANCO MUNDIAL SÃO ORGANIZAÇOES INTERNACIONAIS DE AJUDA AOS NECESSITADOS?.

  19. MENSALÃO, MALUF, JOSÉ DIRCEU…
    Essa é a nova politica do PT?
    AAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    E aquelas taxas que a Marta criou quando era prefeita?

    Meu voto será no PSDB só pro Haddad não ir pro segundo turno!

  20. VOTAR NO HADDAD?!?!?!
    O QUE VOCÊS SÃO? LOUCOS? OU NÃO CONHECEM A VERDADE!
    Se for por falta de conhecimento, segue abaixo os processos que a Ex-prefeita de São Paulo está respondendo – Em sua gestão na prefeitura de São Paulo, seu secretário de finanças era o Haddad! A+B=?
    2001 = Haddad assume a Chefia de Gabinete da Secretaria Municipal de Finanças, na gestão da prefeita Marta Suplicy.

    FICHA CORRIDA DA MARTA SUPLICY:
    PROCESSOS JUDICIAIS:É alvo de inquéritos que apuram improbidade administrativa, formação de quadrilha e crimes de responsabilidade, contra administração em geral e previstos na lei de licitações:
    STF – Inquérito nº 3271
    STF – Inquérito nº 2687
    STF – Inquérito nº 2682
    STF – Inquérito nº 3225
    STF – Inquérito nº 3267
    É alvo de ações de improbidade administrativa movidas pelo Ministério Público Estadual — chegou a ser condenada em algumas:
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0045264-66.2009.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0044385-59.2009.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0044311-05.2009.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0032190-42.2009.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0125765-75.2007.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0106256-61.2007.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0009284-97.2005.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0024162-27.2005.8.26.0053
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0026257-69.2001.8.26.0053 – A Justiça determinou a suspensão dos direitos políticos e a proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios/ incentivos fiscais ou creditícios.
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0033717-05.2004.8.26.0053 – A Justiça determinou a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos, proibição de recebimento de benefícios/ incentivos fiscais ou creditícios e o pagamento de multa.
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0024208-50.2004.8.26.0053 – A Justiça determinou pagamento de multa.
    TJ-SP Comarca de São Paulo – Processo nº 0023317-29.2004.8.26.0053 – A Justiça determinou a suspensão de direitos políticos, proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios/ incentivos fiscais ou creditícios e pagamento de multa.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1148044-em-debate-haddad-defende-gestao-de-marta-em-sp.shtml

  21. Concordo com você, Raquel. Mas, vendo esses comentários completamente despolitizados aqui, me lembro que São Paulo merece Russomano. Ou a inovação do Serra.

    • Livia Lopes deixa eu ver se entendi: despolitizado é quem argumenta e mostra dados concretos contra o Haddad, Marta, o PT e seus métodos. Politizado é quem, como você e a Raquel, tece teses sem qualquer embasamento na realidade, sem qualquer informação comprovável. Desculpe-me, isto não é ser politizado(a), é apenas ser partidário(a).

      • Paulo, existe uma coisa que é a análise quantitativa, essa que você tanto se refere como “dados”, e uma análise qualitativa, que pode ser apurada com difrentes métodos de recolha e análise de outro tipo de dados, que auxiliam, entre outras coisas, a compreender a percepção que se tem de determinados acontecimentos e situações. Se eu tivesse tempo procuraria dados quantitativos para te mostrar em relação a qualquer governo do PT, pois não faltam números para comprovar os avanços que governos que atentam para a população mais carente, mas não só, promovem na sociedade e na economia de um país/estado/cidade. Mas já que você gosta de números, penso que é meio difícil um governo ser aprovado por maioria inconteste da população, na casa de 80% para o Lula e agora mais de 60% para a Dilma, e todo esse contingente de pessoas estejam totalmente enganadas, e a minoria representada pela mídia tradicional, que hoje se mistura com o PSDB, sejam os únicos corretos. Aí, tem-se que pensar na percepção que se tem a partir do que é relatado, na maioria das vezes de forma manipulada quando não totalmente mentirosa, por esse pequeno contingente de pessoas, que na falta de competência para apresentar um plano de governo que se oponha ao que está no poder, vivem de propagar inverdades, e que leva as pessoas a construirem uma percepção igualmente longe da realidade.

  22. Me enganei, Falcão. Politizado na cidade mais reacionária do país são pessoas, como você, incapazes de reconhecer os trabalhos realizados pela Erundina e pela Marta e de aceitar que o PT tem o melhor projeto para a prefeitura desta cidade. Eleja o Russomano, goze da sua politização, mas, por favor, nada de reclamar depois. A dica vale pro Serra tb.

    • Para seu conhecimento, votei na Erundina e na Marta, e reconheço os acertos de seus governos, mas reconheço es erros também. Hoje não voto mais no PT, e apresentei meus motivos acima. Você pode lançar maldições à vontade, mas se quiser discutir politica a sério, o primeiro passo é argumentar com fatos, e ligar o senso crítico para todas as tendências.

  23. Carai, hein, essa praga é professora da usp, sustentada com meu dinheiro pra criar blog na internet fazendo propaganda política pra bandido mensaleiro que vai beneficiá-la financeiramente de alguma forma… Ô, minha senhora, vá trabalhar, honre o dinheiro que a gente lhe paga, larga a mão de ser cara de pau.

  24. Raquel,
    concordo plenamente contigo. Lamento grande parte dos comentários que você recebeu, e mais ainda os votos nulos de colegas nossos que, julgando defender um bem maior, prestam um disserviço à população e se esquivam da discussão política. Acho que o caminho para uma cidade mais humana e social, por hora, vai bem por onde você apontou.

    • Tem como levar a sério uma pessoa que escreve “disserviço”?
      Pois é… Eleitor do PT, comunista, funcionário público… aposto ainda que é professor de federal. Esse é o tipo de mal a que nossos alunos são submetidos nas universidades.

  25. Hmmm,

    Tá postando isso para ganhar um cargo em alguma secretaria?!

    Quem vota em PT é tão ladrão e corrupto quanto os mensaleiros.
    Até um macaco é mais digno do que qualquer candidato do PT.

    E olhe que nem gosto do PSDB…

    Deveriam cassar o registro do PT e de todos os seus signatários e impedir que lancem novas candidaturas.

    O dinheiro público estará mais protegido…

  26. Texto muito lúcido, concordo plenamente. Se o sujeito não concorda com as permissões em nome da governabilidade promovidas, de fato, pelo PT, que então vá militar no PSOL. E não defenda os reacionários de sempre.

  27. O futuro político do PT tá morto e enterrado. Eita que coisa linda! Os caras não conseguem bater mais nem em um cachorro morto como Serra. Hahahahahahahahahahaha!

    http://g1.globo.com/sao-paulo/eleicoes/2012/noticia/2012/10/russomanno-tem-25-serra-23-e-haddad-19-diz-datafolha.html

    Vamos todos erguer os braços pro ceú, vibrar e pedir graças ao Senhor Criador de tudo: menos um partido de esquerda na Pindorama. Próximo passo é tentar extinguir PSDB, PDT, PSB e todas essas porcarias que acham muito bonito fazer caridade com o dinheiro daqueles que realmente trabalham, que produzem renda, ao contrário dos chupins do Estado, funcionários públicos e afins.

      • Dilma é uma sombra do Lula. O Haddad, o neologista-anta do “cabeçário”, nem isso. Haddad é um insignificante, judeu traidor da brava Nação de Israel, cuja vida foi dedicada somente a decorar slogan marxista em universidade vagabunda.
        A Dilma foi eleita porque a moral do Lula ainda tinha um pouquinho de fé pública (dos nordestinos ignorantes, sobretudo), e também porque concorreu contra o Serra. Meu filho, até se eu concorresse contra o Serra eu ganhava.

  28. Desculpe, mas o que você escreveu não faz o menor sentido.
    Se não quiser perder mais moral com as pessoas que acompanham o blog, sugiro que esqueça essa militância. Votar no PT é assinar que é cúmplice em dezenas de escândalos de corrupção.

    • Uma coisa é votar tendo todo aquele idealismo; outra é votar num candidato que está cercado por gente envolvida em escândalos.
      Não consigo entender esse raciocínio.

    • Estranho, um blog progressista como este assolado por uma escória reacionária, provavelmente higienopolitana…
      Tem que aturar, mané…
      O PT governa, e muda, os rumos deste país há 10 anos, com ou sem o teu consentimento, seu nazipaulistano recalcado.

      • “reacionária”, “higienopolitana”, “pt mudou o país”, “nazipaulistano”… Hahaha, nossa, quanto preconceito, quanta babaquice! Já não basta ser bucha de canhão de comitê de político populista, o cidadão ainda tem na ponta da língua todos os chavões, todos os estereótipos que a cartilha esquerdista brasileira prega, hahhahaha, que patético, por isso este país é a merda que é. Esquerdista não vale o sal que come. O cara nunca leu uma vírgula de Milton Friedman mas julga o Lula como salvador da economia brasileira. Olha aí, dona raquel, mais adeptos pro movimento, estudar pra quê, né?

      • Sacramento, exagerar nos comentários não vai transformar o Serra no mais preparado e mais adequado, nem fazer do Kassab o superprefeito que ele não é.

        Quanto ao estudar pra quê: estudar não torna ninguém educado, polido e que respeita a opinião dos outros. Você, e outros por aqui, estão escrevendo no blog de uma especialista no Brasil quando o assunto são políticas urbanas, referendada pela ONU; deveriam ter mais respeito pelos argumentos dela e pelas pessoas que leem esse blog.

      • Fábio, você acha que eu nutro algum respeito pela ONU, por professora comunista financiada por verba federal, pelo Serra, Kassab, ou por esses retardados mentais que acreditam no mensalão não como via de enriquecimento dos cofres do PT, mas como um maneira altruísta de retirar o povo da miséria? Cara, eu respeito um cachorro mas não respeito essa gente. São todos a razão de este país ser o que é. Eu tô satisfeito e tranquilo, pois quero mais é que o Brasil se exploda.

      • Já que você se importa tão pouco com este país, rodrigo sarnento, poderia nos brindar com sua ausência definitiva indo para o inferno, onde certamente poderia desfrutar da companhia de seus amigos friedman, pinochet, reagan, nixon e outros.

      • Nossa, olha o nível dos idiotas úteis da usp: Eric Hobsbawm, hahahahaha!, o maior palpiteiro do século xx, a besta-fera da famosa frase “se o socialismo tivesse dado certo, aqueles milhões de mortes teriam valido a pena”. Ah, meu filho, vá dá a bunda na esquina que você ganha mais, seu burro. E a gente tem que aguentar essas merdas desses comunistas analfabetos doutrinados desde cedo a venerar o estado provedor e a acreditar na eficiência inexistente dos serviços públicos, ainda tendo a ousadia de estranhar o fracasso destes e tentar pôr a culpa em alguma outra coisa. Felizmente o marxismo ruiu e já não representa mais nada para parcela do mundo realmente relevante. Morreu como escola econômica, historiográfica, filosofia da ciência e como pretensa ideologia humanitária.

        Como escola econômica, morreu na década de 1870 com a Revolução Marginalista(Menger, Jevons, Walras, Marshall), a qual impugnou as teorias que tinham por base o valor-trabalho, que ignoravam completamente conceitos como curvas de demanda e oferta, sistema de reservas fracionarias e acelerador inflacionário. Foi sepultado de vez em 1896, com a critica devastadora de Eugen von Böhm-Bawerk. Se o valor de troca e determinado objetivamente pela soma dos custos e não pelo valor psicológico de uso que os consumidores imputam as mercadorias, como se explica que, no inverno da Sibéria, um aparelho de ar condicionado valha menos que uma torradeira, e que, em pleno deserto, uma garrafa de água valha mais do que um diamante refinado?

        Como Escola Historiográfica, morreu quando Eric Vögelin demonstrou que a Historia humana não se limitava as chamadas lutas de classe e que a própria conexão marxista entre “classe” e “Historia” era autocontraditória. Se toda estrutura e historicamente determinada, como a Historia dos homens poderia ser a Historia da luta de classes, uma vez que a própria formulação do conceito de “classes” também e uma construção histórica pré-determinada, relativa e dependente do tempo em que se situa? Ou, colocando em termos hegelianos(Marx era discípulo de Hegel), como o “Espirito da Historia” poderia ser pre-determinado pelas classes se as classes são pre-determinadas pelo “Espirito da Historia”? Paradoxo, logica circular, sofisma, chame-se do que quiser.

        Como Filosofia da Ciência, morreu quando Sir Karl Popper publicou “A Miséria do Historicismo”, fazendo picadinho da dialética materialista e do relativismo polilogista de classes. Se a racionalidade de uma pessoa e determinada pela sua classe social e condicionada de modo a “lutar” com outras classes, por que o primeiro a perceber a suposta exploracao do proletariado pela classe burguesa foi justamente um burgues que jamais havia sequer trabalhado na vida? (que, alias, tambem e o caso da esmagadora maioria dos adeptos e simpatizantes comunistas.) Tal constatação já deveria ser suficiente para que nenhuma pessoa minimamente inteligente desse credito a Karl Marx. Afinal, se ele era um burgues(sobretudo sustentado por outros burgueses) então tudo que ele afirmasse seria necessariamente mais um estratagema para iludir e explorar os proletários. Essa e a unica conclusão valida que se pode tirar das próprias premissas marxistas.

        O marxismo, como pretensa ideologia humanitária, morreu em definitivo quando Jean-Paul Sartre defendeu o derramamento de sangue em nome da “Revolução” e mentiu deliberadamente ao dizer que havia liberdade na União Soviética.

        OWNED!!!!!!!!!

      • O marxismo, como Escola Política, morreu quando a Alemanha foi reunificada, a cortina de ferro rompeu e a Uniaão Soviética, destruída por décadas de estatismo, finalmente parou de contrabandear dólares para Cuba.

        Agora, morrer como Religião, que é o que o marxismo e hoje, somente quando os fiéis forem convertidos. No Brasil, ainda ha muitos, por exemplo, residindo nos DCEs das universidades.
        Ou então, quando deixarem um pouco a preguiça de lado e se interessarem por conhecimento minimamente serio e consistente. Poderiam começar por um livro chamado “Organon”, em que Aristóteles já naquela época expunha os fundamentos do raciocínio logico.

        No mais, não e possível uma teoria dizer que as ideias(teoria) só existem na forma pela qual são concretizadas materialmente(pratica), e em seguida dizer que toda sua Historia durante o seculo XX não a compromete de maneira alguma, que ela enquanto ideal permanece puro e imaculado no mundo platônico. Na melhor das hipóteses, isso e uma contradição. Na pior, charlatanismo.

      • Rodrigo, nem vale a pena comentar, gastar “tecla” com esse tipo minúsculo de cabeça e espírito. Estes, aliás, com espírito de porco e mente mais reacionária do que apregoam sobre os que divergem de sua opinião.

        Não são dignos nem de pena… aliás, dignidade é uma palavra sem significado para eles.

        Enfim Rodrigo, seus comentário são muito sensatos, parabéns!

      • Pode espernear aa vontade, idiota pederasta, pq quem governa este país somos nós… E lava essa tua boca imunda pra falar de eric, liberalzinho de merda, aluninho do simonsen e da mirian leitão, suma daqui, vai … Vai…

      • “Quem governa esse país somos nós”. É mesmo é? Quer dizer que o PT só governa pra escória que vota nesse partido? Hahahaha, puta bicho ignorante! Quem dera fosse, assim eu poderia me ver livre da influência desse câncer da política brasileira, deixar de pagar impostos pra finaciar as ilicitudes do partido e tudo o mais….

        E outra: me chamar de “liberal” só mostra que você não entende de patavina de nada, ou pelo menos não aprendeu a interpretar textos nas escolas públicas onde estudou. O me impressiona mesmo é como o senhor, que aparenta ser mais velho do que meu pai, conseguiu uma licença pra ser professor:

        Que vergonha, meu Deus, um tiozão na beira dos quarenta falando tanta bobagem. Cara, vai pra casa estudar, ô filho da puta, pra ver se tu deixa de ser apenas mais um usado por partido vagabundo de esquerda.

  29. 1. os financiadores (leia-se representantes do grande capital no brasil, principalmente construção civil) da campanha de Haddad são os mesmos financiadores do PSDB e escrotos afins (PSB, PMDB, DEM etc) :S
    2. pergunte á população de Belo Monte a “transformação” que está ocorrendo por lá :S
    3. Faça crescer o voto na legenda e leve com ele os deputados do do maluf (isso se chama coeficiente eleitoral) :S
    só pra ficar com 3. e, assim, fachamos com o Machadão, pra gente num esquecer em que país vivemos: “Tudo, meu amigo, tudo, menos viver como um perpétuo empulhado”.

    • Minha filha, PSOL é só um PT em menor escala que no momento só idealiza a melhor maneira de parasitar a máquina pública.
      Comunista não tem ideologia, comunista tem táticas de como alcançar o poder e se perpetuar nele.

      Aprende com quem entende!

      • Vai dar meia hora de cu depois chora na cama que eh lugar quentinho, sua bixa velha de direita…
        Sarnento de merda…

  30. Admiro a Raquel R. e gostaria que o Bonduki fosse eleito. Lamento só ter de votar tamapndo o nariz. Foi pra isso que tanta gente lutou? O que é melhor para a cidade. Certamnete não é o Russo Mano.

  31. Quanta Baixaria!
    manda esse chato morar na Zona Leste, ter filho em escola do estado, depender de UBS/Ama Gestão DemPSDB, levantar as 4:00 da manha para conseguir eeentraar no metro , que este ano por incrivel que pareça não teve nenhuma blusa Vermelha para justicar serviço tão mal prestado a população, morrer nas mão da PM, do Alkimim que é constituida para proteger os cidadãos mas que só tem matado e cometido erros grotescos contra a população. Isto não é pesquisa de revista conceituada é a realidade, percepção e a verdade de quem vive a vida.
    Por tudo isto o PT não morrera ! VIVA O PT. Cozinhe-se no seu veneno sr. mal educado e dono da verdade.

  32. Nabil Bonduki velho oportunista do estado brasileiro! Que indicaçâo fraca e sem consistência. Uma tentativa esvaziada de argumentação da Prof. Raquel Rolnik.

  33. Com todo respeito, Raquel, pois conheço um pouco de sua atuação na USP e a considero: são só estes seus argumentos? Sintomático da degeneração da política nacional. Da próxima vez faça o favor de se esforçar mais, e de modo mais realista e menos politiqueiro, para convencer a classe média intelectual de esquerda a votar em quem quer que seja. Aguardo um novo artigo que me faça voltar a tê-la em alta conta.

  34. Por favor, não publique este comentário.

    Cara Raquel, existe um delinquente que vira e mexe usa meu nome e meu e-mail para disseminar preconceitos e agredir qualquer um que não acredite na verdade reacionária dele.

    Todos os comentários anteriores com esse mesmo e-mail e nome que estou utilizando agora são fruto dessa delinquência. Pode deletá-los, pois se trata de um troll.

    Admito que não conheço seu blog, mas imagino o que esse idiota provocador tem causado de transtorno.

    Se possível, gostaria de pedir também que me envie todos os IPs dos comentários dele, pois já tenho uma pilha de evidências e pretendo botar para fuder com esse cara que tenta manchar meu nome.

  35. Parabéns Nabil Bonduki! Arquiteto competente e preocupado com a cidade! Torço por Haddad por acreditar no novo e para dar NÂO a inércia! Paraquedistas, fora! Desertores, fora! Queremos uma pessoa que leve a cidade de São Paulo a sério! Ela merece! Amo minha cidade!!!!

  36. Raquel, eu fui seu aluno e admiro muito o seu trabalho. E ainda sou seu aluno. Mas eu nunca vou perdoar o assassinato do Toninho, em Campinas. Enquanto os delinquentes não forem afastados, e devidamente condenados, eu não voto no PT.

  37. É necessário desmontar este argumento de que foi o Lula que tirou 25 milhões da miséria. Os motivos são muito simpes: 1- sair da miséria foi mérito do trabalho de cada um. 2- O mérito do Lula foi não mudar a política econômica do governo anterior, portanto é um continuísta. 3- Vejam o voto do ministro Celso de Melo no mensalão.

  38. Em 11 anos de PT, temos 50 mil mortes ao ano!Crimes,asaltos,seqüestros,roubos,estupros,menores criminosos livres,favelas,drogados e mais de 3 Milhões de pederastas só em São Paulo na parada gay!Enquanto o Povo morre nos miseraveis coredores do INSS, os exploradores socialistas do PT, PCdoB,PCB,PSOL e PSB, vão para o Sírio Libanês em São Paulo! Nenhum deses vagabundos socialistas usa o SUS!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s