Sabesp: enxurrada de lucros, benefícios sociais no conta-gotas

mundoirys_instagram

Rio Tietê (SP). Crédito: @mundoirys/Instagram

Na semana passada, após um comentário meu no Twitter sobre o lucro recorde da Sabesp de quase R$ 3 bilhões e a remuneração de seus acionistas, a companhia respondeu argumentando que esta era uma “ótima notícia para todos”, pois a maior parte deste recurso seria aplicada em melhorias de infraestrutura e serviços.

Infelizmente, essa afirmação não tem respaldo nas ações efetivas desta empresa de economia mista, com ações negociadas na bolsa de valores desde 1994.

Encarregada de quase todos os serviços de água e esgoto da metrópole paulistana, além de muitas outras cidades do Estado de São Paulo, a Sabesp é uma das grandes responsáveis pela poluição dos rios, na medida em que coleta o esgoto e neles despeja a maior parte, sem tratamento. Segundo a ONG SOS Mata Atlântica, 70% da poluição dos rios de São Paulo vêm destes esgotos não tratados.

Desde 1992, há 25 anos, portanto, a Companhia lançou um projeto de despoluição do Rio Tietê –  Projeto Tietê – com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Na ocasião do lançamento do projeto, o então governador Luiz Antonio Fleury Filho prometeu que, em 2005, ele “beberia um copo de água do Tietê”. Quem fizer isso em 2017 sairá certamente contaminado. E nestes 25 anos, com lucros recordes ou modestos, os investidores estão bem satisfeitos com o desempenho da companhia, mas o prazo para despoluição já foi adiado inúmeras vezes, tendo gerado inclusive uma ação do Ministério Público contra a Sabesp.

A complexidade do projeto tem sido utilizada para justificar os atrasos sistemáticos. Mas há também um enorme debate sobre o modelo de captação/tratamento dos esgotos, que centraliza o tratamento em poucas – e imensas – estações. Isso faz com que, muitas vezes, o esgoto coletado nas residências tenha que percorrer 80 quilômetros entre coletores e interceptores para conseguir atingir a estação de tratamento, que, por sua vez, fica por anos subutilizada até que todos estes interceptores sejam implementados.

A menor mancha de poluição do rio, 71 quilômetros, foi apurada em 2014, justamente quando o despejo de esgoto foi menor em função da crise de abastecimento de água, que diminuiu forçosamente o consumo. No período seguinte, entre 2014 e 2015, o valor investido na despoluição do Tietê recuou 36%, o que contribuiu para o retrocesso nos índices de poluição, passando rapidamente daqueles 71 quilômetros mortos para os atuais 137 quilômetros.

Por sua vez, o lucro recorde da empresa vem depois de dois aumentos de tarifa e da eliminação da política de bônus para quem economizava no consumo, e é acompanhado de um novo aumento de desperdício de água em função de vazamentos nas redes da empresa.

A eficiência financeira da Sabesp, explicitada pelos números e prêmios recebidos por esta empresa, lamentavelmente não significa que o lucro recorde seja uma boa notícia…

Texto publicado originalmente no Portal Yahoo!

Anúncios

Um comentário sobre “Sabesp: enxurrada de lucros, benefícios sociais no conta-gotas

  1. QUEM SÃO ELES
    O BRASIL está ficando livre de três quartos ¾ da enorme quadrilha que corrói os cofres desta Nação. São inúmeros os projetos ambientais, que a empresa Odebrecht terceiriza essas empresas para onerar os estados e municípios brasileiros, sobre saneamento básico.
    SANEAMENTO de rios ou igarapés, é o ato ou efeito de sanear, como limpeza, asseio, ou um conjunto de técnica de evacuação e o tratamento físico ou mecânico das águas se for necessário, um ou mais destino para os esgotos, e o melhor laboratório de análise para esse rio ou igarapés é a soltura de milhões de alevinos que vai comprovar se este rio está limpo e potável para o consumo humano, e o prazo de cada rio e seus respectivos igarapés a serem recuperado é de três ou quatro anos pela passagem do projeto por aquela região.
    MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE criado em 1992 tem como objetivo promover a preservação ambiental no Brasil, aumentando o conhecimento nos recursos hídricos e da Amazônia legal, como fauna, e flora brasileira, educação ambiental, e agenda 21.
    O MINISTÉRIO DE MEIO AMBIENTE aprovou uma obra de saneamento no rio Jundiaí que durou quarenta anos e o rio não tem capacidade de pesca, e a água quem bebe? Rios no rio de janeiro, salvador Bahia, Belém do Pará, quem bebe essa água? SENHORES MINISTROS.
    MICHEL TEMER GERALDO ALCKMIN e seus ministros e secretários estão convidados a beberem água do rio Jundiaí e saborearem o pescado na hora (appetizing) no leito revitalizado.
    A REVITALIZAÇÃO do rio Jundiaí custou 1.6 bilhões de dólares, quanto está custando a maquiagem da Odebrecht, em salvador, rio de Janeiro, Belém do Pará, e Nordeste. Descubram se o povo pobre, desempregado, faminto, fala a verdade sobre esse despautério.
    SENHORES MINISTROS nós brasileiros gostaríamos que os Meritíssimos informassem como funciona um ministério sem conteúdo, e os mestres pós-graduados irão se comportar devem pegar um reforço com a Odebrecht ok, ao que se destina os rios, igarapés, veredas, lagos, estão morrendo e o ministério não faz nada por esses biomas, seis anos de seca no Nordeste e as nascentes estão morrendo.
    MMA foi criado para educar pessoas, empresas, e trabalhar com o ambiental. O ensinamento para pessoas fazerem a coisa certa, ficou no esquecimento, e entrou a arrecadação, perseguições, fechamento de empresas do tamanho de suas necessidades, ultimamente fecharam onze frigoríficos aqui no sul do estado do Pará roubos de projetos importantes para políticos ou empresas, e as pessoas lesadas não tiveram o direito de prestarem queixa, as delegacias eram orientadas há não receberem o seu depoimento, abrir processo contra Simão Jatene era impossível, os corruptos dizia na sua cara, nada pega em nós.
    Como funciona esquema. Os bancos, Basa, Bradesco, e banco do Brasil e outros captura a ideia ou projeto e passa para empresa interessada, e ai começa a perseguição da vítima até consegui os seus ideais corrupto, com apoio da polícia, juiz e promotor. MMA, e GOV. SIMÃO JATENE.
    O PREMIO INNOVARE é nada mais que uma grande procura ao encontro de ferramentas que lhes deem mais poder, para as mentes cansadas e pouco criativas, que não sabem mais o que fazer, para criarem uma nova virgula, e essa virgula está airoso para um JUIZ fazer justiça. É sabido por muitos que vocês são tratados como reis e rainhas e que ultimamente não estão cumprindo o seu papel a que se destina com rapidez.
    PROMOTORA DE JUSTIÇA ÉRICA ALMEIDA DE SOUZA, menti em favor de mafiosos ou ladrão, quanto recebeu doutora para ir contra a verdade, menti contra a CGU e contra JD infelizmente existe promotor que acha que ganha pouco e aceita uma ajuda da máfia, para vocês é licito ou imoral?
    A FABRICA DE RODAS DOS TRÊS PODERES desanda o país por falta de conteúdo. O centro de rolamento está quebrando por excesso de certeza que se transforma em mentira.
    JOÃO DE DEUS FERREIRA O HOMEM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s