Zezéu: no céu, os anjos vão votar em você

Cercado de gente, no meio da cantoria, no movimento, tendo a seu lado sua amada Lola. Assim era Zezéu Ribeiro em seu elemento… Nunca a sisudez nem a empáfia do político engravatado, nem a arrogância do dirigente partidário poderoso,  Zezéu fez política, construiu seu  partido, o PT da Bahia, foi parlamentar e Secretário porque gostava de gente, porque acreditava que seria possível mudar o Brasil, porque amava as cidades.

Arquiteto de formação, se engajou em todos os fronts de luta pela reforma urbana por onde passou, defendendo a moradia popular e o direito à cidade.

Não esqueço o dia em que o conheci. Visitando a Câmara Municipal de Salvador, nos anos 1990, perguntei na portaria onde era seu gabinete de vereador. Um senhor grisalho abriu um sorriso e disse: “minha filha, é fácil, veja aí uma porta com um bocado de coisas grudadas, é lá mesmo”.  Quando entrei, lá estava ele cercado de “causas” – de terreiros de candomblé que lutavam para não perder suas casas a professores brigando por melhores condições de ensino, de grupos que resistiam a mais uma demolição de um casarão do séc XVIII a movimentos então nascentes por moradia.

Hoje, dia em que choro sua morte, me lembro da última vez em que nos encontramos. Foi em Salvador, em 2012, quando Zezéu era Secretário de Planejamento do Estado da Bahia e eu Relatora da ONU para o direito à moradia visitando as cidades sede da Copa do mundo, preocupada com as remoções. Tomei um susto: não conseguia ver no meu querido amigo a alegria e gaiatice que eu conhecia, não encontrava o brilho no olhar que dava esperança a seus interlocutores, conclamando-os a segui-lo. Saí triste de nosso encontro. Sei que Zezéu já lutava há anos com uma condição débil de saúde, mas sei também o quanto os últimos anos foram de desilusões políticas duras.

Agora Zezéu começa sua mais nova campanha no céu. Já vejo ele sentado, no meio das nuvens, falando para algum anjo que acaba de passar por ali: “ó, menino,  chame aqui pra mim aquele pessoal que está sem casa, vamos ver como podemos dar um jeito nisso”. E em pouquíssimo tempo, lá estarão os anjos entoando, em coro: “Zezéu , vou votar em você”.

6 comentários sobre “Zezéu: no céu, os anjos vão votar em você

  1. Realmente Raquel seu texto descreve com justiça essa figura deliciosa do Zezé. Durante o tempo em que trabalhei na Agência Nacional de Águas o contato com o Zezéu Arquiteto Deputadoi Federal me mostrou essa figura que coordenava a Comissão de Assuntos Urbanos. Figura sensível e dedicada. Que o Zezéu se sinta abraçado por todas as pessoas que amam a vida e a solidariedade como princípio.

  2. Obrigada por esse suspiro no coração! Mesmo sendo através de uma partida, nos deu um sopro para continuar e acreditar.

  3. Que pena, um politico HONESTO do PT. Estava lá em Brasília na Audiência Pública, apoiando os Moradores do Horto. Que esteja em PAZ.. e continue nos ajudando….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s