Prefeitura divulga minuta do novo Plano Diretor de São Paulo. Divulgue e contribua com o debate!

Começa hoje a quarta e última etapa da revisão do plano diretor de São Paulo, com a apresentação da minuta do Projeto de Lei, construído a partir das discussões e propostas colocadas nas etapas anteriores. A partir de agora, o texto está aberto para consulta pública durante um mês, antes de ser consolidado pela prefeitura para ser enviado à câmara municipal.

Clique aqui para ler o documento.

Qualquer pessoa pode participar das audiências ou enviar suas contribuições através do site da prefeitura. Antes, porém, leia atentamente as regras de participação.

Confira também o relatório das etapas anteriores e a agenda de atividades.

* Todas as informações estão disponíveis no site http://gestaourbana.prefeitura.sp.gov.br/

5 comentários sobre “Prefeitura divulga minuta do novo Plano Diretor de São Paulo. Divulgue e contribua com o debate!

  1. Prezado Senhor Fernando Mello Franco
    É com uma decepção muito grande que assisto todos os dias o Senhor Haddad e seus comandados em suas declarações descabidas.
    É como dar uma metralhadora carregada a uma criança, (se isso fosse factível, já que não teria força para empunhar) é tanta tentativa da parte da atual administração em solucionar a questão do Trânsito que só está saindo besteira em cima de besteira.
    Esqueçam o trânsito, esqueçam os congestionamentos e façam foco em construir mais creches, mais postos de saúde e hospitais, em tempo façam também transporte público descente, e seguro para os usuários tanto na questão da segurança operacional (integridade física) e também na questão da ordem pública (assaltos) porque, andar de ônibus em São Paulo está cada dia mais difícil.
    Vocês que estão focando na inibição do uso dos automóveis, estão no longo prazo, tornar inviável se manter negócios dentro da Capital. Eu estou pensando e cair fora no próximo ano e como eu vários conhecidos estão no mesmo caminho.
    “Atualmente, cada prédio tem que ter um número mínimo de vagas. A gente vai inverter essa lógica. A gente vai colocar a ideia de um número máximo de vagas”, afirmou Franco.
    A prefeitura está preocupada em limitar o número de vagas nos prédios. Eu já vi coisas absurdas na minha vida, mas, esta sem dúvida é a mais bizarra.
    Nos dê transporte público e o resto vai se ajustando, São Paulo não tem um serviço de transporte público descente condizente com o tamanho da Metrópole.
    O senhor Franco nada de ônibus? Já andou alguma vez na vida? Duvido, pois se andasse jamais faria uma proposta desta a fim de forçar o cidadão usar o transporte público.
    Esta cidade não tem calçadas para se andar. Estou desde administrações anteriores cobrando isso e ninguém se mexe. Queremos calçadas transitáveis. Queremos ônibus confiáveis, não dá para tomar um ônibus em que, o motorista, pensa que é um piloto de corridas e ao sair arranca com o veículo como numa largada e ao frear o faz como se tivesse disputando a entrada de uma curva num grande prêmio.
    Esqueça os Congestionamentos, foco na segurança e confiabilidade dos ônibus.
    Com estas metas para o uso forçado dos ônibus, em 2050 São Paulo será uma cidade abandonada a população será reduzida para menos da metade, já que a maioria da empresas vão abandonar a capital, porque, sem transporte público viável para todos e sem poder usar automóveis a capital está fadada ao abandono.
    Os trens e metros são escassos, o sistema de ônibus precário, sem comparação em todo o mundo, sistema arcaico de concessão de linhas, motoristas mal treinados, veículos precários, segurança precária (assaltos) e os corredores só existem no chão, nas faixas pintadas no asfalto.
    Se alguém da SPtrans se propusesse a usar o corredor Santo Amaro nos horários de pico, entenderá o que estou falando.
    Se for Tentativa, fatalmente ocorrerá o ERRO, só por um golpe de sorte não se incorre ao erro quando se faz tentativa.
    Os congestionamentos são resultados de gargalos e gargalos, se resolve com obras ou com intervenções localizadas para que se melhore o fluxo. É uma questão de estudar o fluxo, coisa que parece que não é feito, já que é tentativa.
    Não tem como não usar carro particular em São Paulo neste momento, não com estas ações governamentais imediatistas, precisa haver um planejamento de longo prazo.
    Já tem gente que trabalha em AlphaVille indo morar em Jundiaí, pois, é mais rápido este trajeto do que, por exemplo, sair da Vila Mariana e arredores para ir para AlphaVille.
    Não precisa fazer mais pistas nas marginais é só resolver os problemas dos gargalos, alguns com obras e outros com correções viárias mais simples.
    Desculpe-me, se fui duro nas críticas, mas, não dá para aceitar que numa das maiores cidades do mundo ainda se fale em tentativa.

  2. Algusn comentarios
    1- E obvio que é mais rapido chegar a alaphaville vindo de jundiai, esta comparando dois tipos de vias distintas, uma é possivel andar á 120 km por hora em rodovia e outra é em area urbana; sem mais comentarios;
    2- Concordo com a necessidade de resolver os gargalos, mas isto não resolvera a questão do transito, as obras somente mudam os gargalos de lugar, muitas obraspontuias ja foram realizadas durante os 20 ultimos anos e somente fez os gargalos no transito mudarem de lugar;
    3- Não concordar com o foco nos onibus é um absurdo total, a Prefeitura vai focar oque então ? nos carros ? , em mais avenidas que so servem par atrair mais carros ? Em metro queé atribuição do estado e este aparentemente vai investir muito nos proximos anos ?
    Tem sim que investir em corredores de onibus, não resolve totalmente mas diminui em muito o tempo de viagem , milhões moram na periferia e sabem o quanto os corredores de onibus ajudam;

    4- Naõ se pode ficar 4 anos sem investir no transito, é um absurdo, tem que diminuir a corrupção dos grandes empreiteiros e investir em transporte, saude e educação, seguranção não é com a prefeitura e sim com ogoversmno do estado. Alias ninguem cobra nada do Sr Alkimin, qual o papel de le nas cidades , na capital do estado ? oque fizeram os ultimos 3 governos nas linhas do metro ?

    5- Quanto as vagas na garagem é so uma lei nova , tem que ser feita para colher os resultados daqui as 10 anos , ou acham que no exterior tudo aconteceu de uma hora para outra, os investimentos e leis foram acontecendo.
    No restante concordo com as demais colocações sobre a precariedade do transporte.
    Acredito tambem que a prefeitura esta preocupada em melhorar o transporte publico, iniciando pelos corredores, depois com certeza virão melhores onibus, não da para fazer tudo ao mesmo tempo , Não concorda ?

    Fabio Fernandes

    • Sr. Fábio
      Primeiro que não estou aqui para atacar a gestão atual, pois, não sou filiado a partido nenhum, nem tenho a intenção de defender ideia alguma vinculada aos partidos.
      Só vim aqui como cidadão eleitor e contribuinte questionar suas ideias, mas, não só suas ideias, também todas as ideias que vários gestores defendem sem saber a raiz do problema.
      O problema que certo governante no passado fomentou a aquisição de carros novos e agora explodiu a situação na mão de outros e no nosso caso o município de São Paulo que onde vivemos.
      Os gargalos, na sua maioria se resolve com boas ideias, o problema é que não se coloca em prática as boas ideias e algumas que se parecem miraculosas acabam por provar depois de alguns anos que são paliativos momentâneos. Exemplo disso é o Rodízio Urbano, praticado em São Paulo se resolvesse alguma coisa não teríamos tanto trânsito como agora. Na verdade diante de tamanho problema pode acabar com o rodízio atualmente, pois, só serve para aumentar a arrecadação com multas. Quanto às obras que só mudam o gargalo de lugar é porque não existe planejamento estratégico e as administrações municipais e estaduais começam a resolver a questão pelo lado errado ao invés de fazer pelo lado onde vai melhorar o fluxo de tráfego.
      Se resolver a questão dos gargalos não resolve a questão do trânsito, Então o que resolve?
      Esta lei nova que o senhor defende a respeito do limite de garagens vai resolver o problema do Trânsito? Eu tenho a certeza que não. E depois com o passar dos anos vem atrelado nela um dispositivo igual a cepac, onde a construtora que pagar uma taxa extra poderá construir mais vagas. Este filme nós já assistimos várias vezes.
      Sim a Prefeitura tem que focar nos ônibus, e não nos carros, o dono do carro que se vire, porém, é obrigação da prefeitura atuar de forma que as linhas de ônibus sejam uma vantagem para todos, para o que já anda de ônibus e para o que tem necessidade de trocar o carro pelo ônibus e para o que não tem, mas, diante da vantagem de se chegar mais rápido o destino também, farão a troca.
      Quero ver, como cidadão, qual vai ser a administração municipal que vai resolver a situação dos serviços de ônibus? Quero ver o corredor Nove de Julho – Santo Amaro andar nos horários de pico.
      Eu não sou contra os ônibus, estou aqui, dizendo que temos um sistema arcaico de distribuição das linhas e que não atendem a população atualmente. Só está bom para os donos das companhias que estão sempre com os veículos lotados.
      O sujeito que mudou-se para Jundiaí, o fez mesmo, porque é impossível transitar pelas marginais e pela Castello Branco, nos horários de pico. Não é porque, pode andar a 120 km/h, mesmo porque, neste trajeto poucos trechos se pode atingir esta velocidade devido ao tráfego intenso, mas, isso é outra cobrança que de vez em quando faço aos responsáveis pelas rodovias.
      Esqueça novas leis, esqueça os carros, deixa fazer quantas vagas couberem nos prédios, tenha foco no serviço de ônibus e nos gargalos.
      Vou te dar uma dica; São Paulo não tem muito ônibus, que já soa na maioria, modernos, tem é, muita linha de ônibus.
      Atenciosamente
      Dalmo

    • numa era de grandes avanços eletrônicos os semáforos estão superados.
      geralmente quando o sinal esta fechado por um tempo demasiado,quando abre já esta fechado
      na outra esquina.
      na época do Jânio os sinais eram sincronizados mas quem tinha a tecnologia era uma empresa
      americana
      quando mudou a administração não renovaram o contrato.
      hoje em dia temos tecnologia para impressão digital,iris dos olhos,penso não ser difícil
      fazer um sistema inteligente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s