Shopping é multado e tem atividades suspensas por conta de risco de explosão

A prefeitura de São Paulo aplicou hoje uma multa de R$ 2 milhões ao Shopping Center Norte e determinou a suspensão de suas atividades e dos demais estabelecimentos comerciais – o Lar Center e um Carrefour – que funcionam no mesmo local.

A área é considerada de contaminação crítica pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo). Isso porque, nos anos 1980, funcionava no local um lixão, que foi aterrado para a construção do shopping.

A Cetesb exigiu da administração do empreendimento a instalação de drenos para extração do gás metano que é produzido pelo lixo aterrado. O objetivo da medida é evitar a ocorrência de explosões em função da concentração do gás em ambientes fechados.

Toda essa história começou em 2003, quando a CPI das Áreas Contaminadas solicitou à Cetesb que verificasse a denúncia recebida pelos vereadores de que o Center Norte, o Lar Center, o Expo Center Norte e também um conjunto Cingapura haviam sido construídos sobre um lixão.

De acordo com matéria publicada pelo Estadão, apenas em novembro de 2009, depois de ser acionada pelo Ministério Público, a Cetesb solicitou à prefeitura uma investigação do solo do conjunto. Quase um ano e meio depois, ou seja, em abril deste ano, a Secretaria Municipal de Habitação confirmou a presença de gás metano na área, mas sem risco de explosão.

Em julho, no entanto, a Cetesb constatou a presença de gás metano na área das lojas do Center Norte em índices superiores a 5% da composição do ar, o que indica riscos de explosão.

Há outros terrenos em São Paulo nessa situação, sobretudo em áreas industriais que se transformaram em shoppings, supermercados e conjuntos residenciais em bairros como Mooca, Ipiranga e Santo Amaro. A indústria que ocupava esses locais até os anos 1970 não tinha qualquer tipo de controle da poluição do subsolo.

Hoje, nas regiões onde existiram áreas industriais, aterros ou lixões, exige-se um trabalho prévio de descontaminação do solo antes da construção de qualquer empreendimento. Áreas onde funcionaram postos de gasolina também, pois existe a possibilidade de ter havido vazamento de combustíveis. Se esse trabalho prévio não for feito, o risco de incêndios e explosões é grande.

Inaugurado em 1984, o Center Norte é um exemplo de como não havia preocupação com essa questão naquele período. Muito provavelmente o projeto do shopping foi aprovado sem observação das medidas ambientais necessárias. O fato é que há um risco e a posição da Cetesb hoje, sem dúvida, é acertada. Mas esta deveria incluir, além do complexo comercial do Center Norte, o conjunto Cingapura que também foi construído sobre o mesmo lixão.

Um comentário sobre “Shopping é multado e tem atividades suspensas por conta de risco de explosão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s