Governo britânico penaliza, com despejos, famílias de jovens envolvidos em protestos

Famílias de jovens envolvidos nos protestos que aconteceram recentemente em Londres, e em outras cidades inglesas, estão perdendo o direito de morar em conjuntos habitacionais públicos. Essa não é uma medida isolada na Inglaterra. Ela está relacionada a outras que vêm sucessivamente desmontando as políticas públicas de habitação, com a demolição de conjuntos habitacionais públicos, especialmente os localizados em áreas mais valorizadas.

O governo tem usado como justitificativa aos despejos uma legislação que prevê que atos criminosos realizados nos conjuntos habitacionais, por seus moradores, podem levar à perda da habitação. O que estamos vendo, neste caso, são famílias inteiras – algumas formadas por mulheres com crianças – sendo penalizadas por conta da ação de jovens nas ruas da capital inglesa.

Segundo matéria publicada no jornal The Guardian, na semana passada, uma das razões fundamentais dos protestos – entre outras –  são as desigualdades sociais e, particularmente, socioterritoriais do país. O jornal mostra que os eventos aconteceram em locais que são pontos de contato entre áreas de alta renda e de baixa renda e que os processos de expulsão e demolição dos conjuntos habitacionais públicos só vai aprofundar ainda mais as tensões sociais.

Leia abaixo as matérias do The Guardian (em inglês):

London riots: Wandsworth council moves to evict mother of charged boy

Evicting rioters’ families from their homes? There’s a horrible logic to it 

4 comentários sobre “Governo britânico penaliza, com despejos, famílias de jovens envolvidos em protestos

  1. tá na hora dos mesmos jovens voltar às ruas,e saquear (?) ou tomar de volta o que lhes tomaram.

    “se não há justiça para os pobres,que não haja paz para os ricos “

  2. Raquel, eu estava em Londres durante as riots e pouco foi explicado sobre a razão dos saqueamentos. Se falava em briga de gangues, de falta de controle por parte da polícia ou até da quantidade excessiva de férias de verão que tornava a juventude ociosa e de fácil manipulação por parte de ideais controversos.

    Acredito que a decisão de tirar família pobres de seus locais devido a especulação imobiliária é um grande erro, mas de alguma forma os jovens que destruiram o patrimonio publico e privado devem ser punidos.

    Obrigada

  3. Gostaria de informações sobre a região/aglomeração urbana de Ribeirão Preto SP quanto a questão de “Aglomeração Urbana”, tendo em vista o que foi publicado site da VNews http://www.vnews.com.br/noticia.php?id=101699: “Na próxima terça-feira (16), a Assembleia Legislativa de São Paulo deverá votar o projeto que cria a Aglomeração Urbana de Jundiaí – a primeira deste tipo em São Paulo. Segundo Aparecido, até setembro, o governo deverá mandar para a Assembleia mais dois projetos de lei, um que institucionaliza a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e outro que cria a Aglomeração Urbana de Piracicaba.”
    Grata, Keila

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s