A novela imobiliária do Rio de Janeiro

Na novela Insensato Coração, a personagem Carol, vivida por Camila Pitanga, está enfrentando um problema pelo qual muitos brasileiros também vêm passando: a dificuldade de alugar um imóvel devido ao boom do mercado imobiliário. De tão difícil, a situação acabou se transformando em motivo de uma crise conjugal com André, personagem vivido por Lázaro Ramos.

Este fenômeno vem ocorrendo em várias cidades do país, mas no Rio de Janeiro, onde se desenrola a trama imobiliária da novela, a situação é mais complicada. De 2010 para 2011, o mercado de imóveis na capital fluminense teve um aumento de 44%, o maior do setor no país, a frente de São Paulo e Belo Horizonte (26% cada) e de Fortaleza (13%).

Considerando que Carol é alta executiva de um grande grupo, certamente sua questão não é acesso à moradia digna, mas encontrar um lugar na privilegiada “área nobre” da cidade, cujo valor se multiplicou não apenas em função das condições gerais de crescimento econômico e aumento da oferta de crédito no país, mas também pelas enormes expectativas geradas pela Copa e as Olimpíadas e promessas de pacificação representadas pelo cinturão de UPPs que circunda a zona sul.

Se, em vez de alugar, Carol quiser partir para a casa própria, como anunciou no capítulo de ontem, e escolher morar em Ipanema, terá que pagar mais de R$ 13 mil pelo metro quadrado. No Leblon, este valor chega a quase R$ 14 mil – são R$ 13.785,00, o metro quadrado mais valorizado do Rio de Janeiro. Estes valores são do mês de maio e já podem ter crescido ainda mais…

Alguém poderia argumentar que também a renda da população vem crescendo nos últimos anos. De fato, de 2002 até 2010, a renda média anual do brasileiro saltou de R$ 7.457,00 para R$ 10.898,00, um aumento de 46%.

O fato é que o aumento da renda média da população ao longo de oito anos foi, em termos percentuais, quase o mesmo que o aumento do setor imobiliário no Rio de Janeiro em apenas um ano. Vale ressaltar também que os aumentos mais significativos da renda se deram nas regiões norte, nordeste e centro oeste e não no sudeste, onde justamente estão concentrados os preços escaldantes.

Do jeito que as coisas vão, talvez Carol deva esperar um melhor momento para adquirir um imóvel, o que neste caso também vai impactar no destino de seu casamento… Este filme (ou novela?) já foi visto em vários países, como os Estados Unidos e a Espanha em anos recentes: depois de um boom vem um bust, ou a crise. Outra opção para Carol é morar em bairros da zona norte ou oeste onde o metro quadrado é bem mais barato, mas que não costumam ser local de moradia dos bacanas que aparecem nas novelas.

Texto originalmente publicado no Yahoo! Colunistas.

Um comentário sobre “A novela imobiliária do Rio de Janeiro

  1. Apreciei muito este texto a respeito do comportamento do setor imobiliário no Rio de Janeiro e o olhar geográfico dado pela autora em relação a tal fato. Diante disso, gostaria de acrescentar um breve comentário quanto às UPPs que ajudaram a valorizar o espaço urbano da Zona Sul e que também valorizam os imóveis das favelas próximas à moradia da elite carioca. Lembrei de uma charge que vi há muito tempo no Jornal O Globo, onde os ricos se mudam para as favelas deixando suas moradias luxuosas para os pobres, o que vem a retratar o egocentrismo de uma minoria rica frente à questão da expansão da favelização, retratos de uma proliferação de moradias indignas à vivência humana. Por outro lado, se os ricos vão se mudar para as favelas por terem suas moradias, condomínios tomados pelo “povão”, penso que como boa alternativa para a personagem Carol quanto à aquisição de um apartamento para sua família seria se mudar para uma favela próxima, pois, como todo bom executivo deve zelar pelo futuro, neste caso, a especulação imobiliária nas favelas em decorrência do Pac, porém, devemos alertá-la para certos detalhes desconhecidos para um típico morador da Zona Sul que nunca andou de metrô no sentido Pavuna: Favela cara é a do subúrbio, onde, o crack nos faz pagar com a vida o nosso direito de moradia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s