Entrevista em vídeo sobre mobilidade urbana e habitação para o “Isso não é Normal”

Segue abaixo o vídeo da entrevista que dei ao recém-estreado site “Isso Não é Normal”, sobre mobilidade urbana e habitação. O site é uma parceria da Cia de Foto e Webcitizen, com apoio do governo britânico, e tem como foco temas como mudanças climáticas e qualidade de vida em São Paulo.

Saibam mais em: Isso Não É Normal.

4 comentários sobre “Entrevista em vídeo sobre mobilidade urbana e habitação para o “Isso não é Normal”

  1. Raquel,

    adoro matar as saudades te vendo falar. Rimos muito com o mantra do coeficiente e o espaço zen. Nossos alunos tem acessado muito o blog, da graduação à pós. Tomás recomenda fortemente que seus alunos entrem diariamente, e teve uma aula especial sobre discussão dos artigos do blog. Foi ótima. Vc precisa vir para cá.

    beijos, saudades.
    Gisela e Tomás

  2. Oi, Raquel.

    Gostei de te descobrir.
    Recentemente fiz um curso sobre o Estatuto da Cidade e o desenvolvimento urbano….estava fazendo a leitura de que realmente as Agendas idealizam algo que não consegue ser sustentado…na verdade os instrumentos urbanistico do EC atuam de forma mais incisiva na preocupação com o pagamento de tributos que se associa mais a uma relação de “função social”. A lei deixa brechas para a atuação do poder executivo, a prefeitura, no compromisso carente com a divulgação de informações e da facilitação para a participação popular.
    A fundo, a coisa acontece de outra forma: em Salvador o mais se fala é da péssima gestão do prefeito João Henrique afirmando que o plano diretor foi comprado, que foi feito por debaixo dos panos e de um dia pro outro. Na real, o temos de fato é que terreno que eram Zonas Especias de Interesse Social foram simplismente modificadas por zonas residenciais, no Jardim de Alah, e hoje são prédios de até 10 andares…isso tudo a menos de dez menos da praia. Os coeficientes de aproveitamento mudaram bruscamente de 2,00 para 4,00 e o centro municipal da cidade foi ampliado, e pior ele o exatamente o centro geometrico dela, o que é um fator agravante.
    E para assustar a situação ainda está mais grave…da noite pro dia, o prefeito lança na forma de folders o discursso: Salvador capital mundial, copa 2014. Neste encontram-se projetos urbanisticos de grande porte, como uma ligação pontilicia de Salvador à Ilha de Itaparica, um “paraiso fundiário”, e outros projetos de vias de caracteristicas expressas com 6 ou 8 pistas na sua maioria e bem agressivos…muitos cortam areas de proteção ambiental, um deles teve de condinome: linha verde.
    Quer dizer o que se iniciou pelo Estatuto com a defesa da politica que restrige a especulação imobiliária, no caso de Salvador acontece completamente o contrario. A cidade fica vendida as ideologias: automobilistica e mercadologica.

    Obrigada,

    Fernanda Fernandes
    Arquiteta e Urbanista

  3. Oi, Raquel

    Adorei este blog!

    Descobri você hoje pelo twitter, por acaso, com a mensagem:
    “Logo mais, às 16h, ANTP TV discute a bicicleta como meio de transporte. Com transmissão ao vivo pela Internet”.
    Assisti e procurei o blog.
    Muito bom.

    Adrianna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s