3ª parte da entrevista ao De Olho em 2014: Raquel Rolnik pede Mundial com ética e transparência

Por Milton Bellintani

Na terceira parte da entrevista ao Blog, a relatora especial das Nações Unidas para o direito à moradia adequada diz que o Brasil tem a oportunidade histórica de mostrar que se pode fazer um Mundial com ética e respeito aos direitos humanos.

“O país está se apresentando ao mundo como uma nova potência, com uma agenda de política social e de respeito aos direitos humanos. É essencial mostrar que aqui a Copa do Mundo pode ser feita de outra forma: com ética, transparência e democracia.”, diz ela.

Para saber mais sobre o trabalho da urbanista, acesse o Blog da Raquel Rolnik.

Assista à primeira parte da entevista com a urbanista: “A Fifa é uma caixa preta”

Veja também a segunda parte da conversa com Raquel: “Mundial é oportunidade de mudar as cidades”

Clique no botão abaixo para assistir à terceira parte da entrevista com Raquel Rolnik:

Ver vídeo

Fonte: De olho em 2014 / Portal Terra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s