O que as operações urbanas vão fazer por São Paulo?

Três novas operações urbanas serão lançadas pela prefeitura para adensar áreas pouco ocupadas e aquecer o mercado imobiliário. Essas áreas são: Lapa-Brás, Mooca-Vila Carioca, na zona leste, e Jacu, que acompanha o traçado da Avenida Jacu Pêssego, também na zona leste.

Para entender essas operações, precisamos dividi-las em duas. A primeira, que inclui as áreas Lapa-Brás e Mooca-Vila Carioca, parte da intenção de repovoar, reabilitar, transformar áreas que são lindeiras às ferrovias. Essas operações já faziam parte do Plano Diretor, tinham outros nomes, uma chamava-se Orla Ferroviária, a outra Diagonal Sul, e agora estão recebendo outras denominações. A ideia é que essas áreas, que estão ao longo das ferrovias e, sobretudo, em antigas regiões industriais, possam ser reutilizadas e que lançamentos residenciais, comerciais, e de serviços possam ocupar esse lugares.

A outra operação, ao longo da Avenida Jacu Pêssego, é totalmente diferente. Na prática, a avenida está se transformando no trecho leste do Rodoanel, porque ela liga todas aquelas rodovias que vão para o porto – que já estão conectadas através do Rodoanel com as demais rodovias do estado – com a Ayrton Senna e a Trabalhadores, enfim, que vão na direção do norte do Brasil. A ideia na Jacu Pêssego não é a mesma que nos outros locais. Lá o objetivo é estimular a instalação de indústrias, condomínios de logística, e outros tipos de empreendimentos, já que ela vai se transformar numa espécie de margem do Rodoanel.

Então são duas problemáticas diferentes. E na cidade de São Paulo nós já temos operações urbanas que estão em andamento, como a Faria Lima, a Água Espraiada, a Água Branca, perto da marginal do Tietê, a Vila Sônia, que está sendo anunciada, entre outras. A questão toda é o jeito como estão sendo feitas as operações urbanas em São Paulo. Elas estão, basicamente, lançando potencial construtivo acima do que o zoneamento permite. As construtoras e incorporadoras interessadas compram e, depois, com esse dinheiro, são feitas as obras de melhorias no local. E essa é uma discussão que preocupa vários urbanistas porque cada operação tem uma natureza diferente.

Além disso, cada área tem características próprias e pensar que tudo se transforma em venda de potencial construtivo é reduzir muito o que uma operação urbana é capaz de fazer. Resumindo: é muito importante reestimular de forma planejada a ocupação ao longo das ferrovias. Isso é muito positivo. E é muito positivo que haja novos empreendimentos e que as construtoras possam trabalhar lá, oferecendo mais moradia, comércio e serviço.

Agora, a grande discussão é: será que é através da venda de potencial construtivo que a gente vai conseguir isso? Essa é uma grande discussão.

2 comentários sobre “O que as operações urbanas vão fazer por São Paulo?

  1. Raquel,
    Sem dúvida devemos louvar o progresso. Eu sou morador da Lapa. O projeto da prefeitura colocou a região onde está minha residência na área de desapropriação. Estimo que mil famílias ou mais terão seus imóveis desapropriados. E o que esse progresso fará conosco? Seremos despejados de nossas residências. Os moradores da Lapa não querem deixar suas residências. Acho que devemos ouvir todos os lados antes de dizer que esse projeto é positivo pois o mesmo não é positivo para mim. Certamente não o é para muitos de meus vizinhos.
    As torres de apartamentos que estão sendo criadas na Lapa têm apartamentos que custam 1 milhão de reais. Vão nos despejar para beneficiarem ricos. É positivo sem dúvida… para as construtoras.
    Abraços,
    Douglas

  2. Raquel . Boa noite. Faço minhas as palavras de Douglas. Se desapropriarem nossas propriedades,quanto receberemos por elas? Um valor que não nos dará direito a comprar imóvel no mesmo lugar que moramos,com certeza. E aí? Moramos aqui há tanto tempo que não queremos sair daqui p´ra outro lugar.E se realmente isto acontecer, os idosos que moram aqui ( que tenho quase certeza é a maioria),como farão?Será que alguem terá dó destas pessoas? Tenho certeza que não. Progresso sim temos que ter,mas não pisando em cima de outros. Podem muito bem construir prédios,se tanto assim o desejam nos terrenos de prédios antigos que tem por aqui e tbm terrenos vazios. E só mais uma pergunta,porque fazer esta linha ferroviária subterranea?Só porque separa a Lapa de cima da apa de Baixo? Por causa de enchente garanto que não é,porque a enchente é na sua totalidade do lado de lá (rua Guaicurus,Shopping Center Lapa e outras ruas adjacentes.Nós do lado de cá não temos este problema.Enfim queremos uma explicação mais detalhada desta questão. QUEREMOS NOSSAS CASAS COMO ELAS ESTÃO.
    Abraço,Clelia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s