Reformar o Morumbi ou construir um novo estádio para 2014?

A polêmica do momento entre os que amam futebol é saber qual estádio de São Paulo receberá jogos da Copa do Mundo, se é que receberá. O Morumbi é o estádio supostamente preferido dos torcedores, ou, pelo menos, o que estaria mais preparado para receber jogos em 2014, mas há toda uma pendenga envolvendo a FIFA, a CBF e a diretoria do São Paulo, que parece estar difícil de ser resolvida. Já se falou inclusive na construção de um novo estádio em Pirituba, na zona noroeste de São Paulo.

Eu realmente não entendo por que, de repente, surgiu essa ideia.  Acho que não é necessário um novo estádio, que a cidade não precisa. O Morumbi, por mais que esteja instalado em um local mais distante, de difícil acesso, é um estádio da cidade de São Paulo e todos os investimentos na direção de torná-lo mais acessível, com transporte público de massa, são mais adequados para que ele realmente possa atender às demandas da cidade, não só para a Copa, mas permanentemente.

Me parece um total contra-senso construir um novo estádio, não só pelo custo, mas também porque não consigo pensar que benefício isso representaria para a cidade. O curioso é que não é a primeira vez que se fala na construção de um estádio novo na região de Pirituba. Vira e mexe essa história aparece, mas com novas versões. Lembro que em algum momento falou-se que o Corinthians construiria um estádio novo exatamente naquele lugar. Deve haver alguém, dono de algum terreno por lá, ou que já montou alguma estratégia de construção, que está extremamente interessado nisso.

Essa história, portanto, é velha, e me impressiona muito que a FIFA se envolva em um tipo de polêmica como essa. O Morumbi apresentou uma proposta de reforma que, a princípio, foi aprovada pela FIFA. Essa proposta representa um investimento que é necessário para transformar o Morumbi em um estádio com padrão para os eventos internacionais. Depois disso, será um ganho não apenas para o São Paulo e sua torcida, mas para a cidade. Eu realmente gostaria de saber quem é que vai ganhar dinheiro com a construção de um novo estádio.

12 comentários sobre “Reformar o Morumbi ou construir um novo estádio para 2014?

  1. varias pessoas sao capazes de dar mais poder e dinheiro a quem ja os possui, ao contrario, sao poucas aquelas que conseguem (ou se empenham) trazer algum beneficio aqueles que realmente necessitam, espero que estas nunca sejam sufocadas por aquelas.

  2. RAQUEL, A RESPOSTA É MUITO SIMPLES. QUEREM CONSTRUIR NÃO OUTRO ESTÁDIO, MAS SIM UMA ARENA MULTIUSO. ESTA SERIA FINANCIADA POR “EMPRESÁRIOS” QUE IRIAM SE APROVEITAR DA JÁ SABIDA E VERGONHOSA ISENÇÃO DE IMPOSTOS PARA DEPOIS GANHAREM MUITO DINHEIRO COM SHOWS E EVENTOS DE TODO TIPO. PERGUNTE A ESTES EMPRESÁRIOS SE OS MESMO CONCORDAM EM CONSTRUIR UM ESTÁDIO CUJA CARCTERÍSTICAS SERVEM APENAS PARA JOGOS DE FUTEBOL! E O MOTIVO MAIOR QUE A REFORMA DO MORUMBI SERÁ FEITA COM EMPRESTIMO DO BNDES COM UM BANCO PARTICULAR COMO INTERMEDIADOR. NESTE CASO…PROPINA FICA MAIS DIFÍCIL! SE A DECISÃO DESTE IMBROGLIO FOR ANTES DAS ELEIÇÕES,O MORUMBI TEM ALGUMA CHANCE…MAS, SE FOR DEPOIS, A CARA DE PAU DOS POLÍTICOS VAI FALAR MAIS ALTO! E DA-LHE DINHEIRO DO POVÃO EM OBRAS PÚBLICAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. E vocês nem imaginam o que tem acontecido em Belo Horizonte… praça “revitalizada” para eventos, proibida de receber “eventos de qualquer natureza (pça da estação), desde dezembro; cidade administrativa e privatização prédios públicos para um complexo cultural elitizado (pça da liberdade) e projetos para copa, sem pé nem cabeça e sob as mais indecentes estratégias de especulação. Tudo muito triste.

  4. Pelo que conheço da história de um suposto estádio em Pirituba, houve uma área pertencente ao Corinthians, a qual teria perdido para o Pq. São Jorge na ocasião da construção do estádio e sede do clube. Fica no Jd. Santo Elias, junto à sede da Siemens, e inclusive nesse terreno , se não me falha a memória, está hoje a favela do Jd. Sto Elias (coordenadas p/ google maps= -23.497134, -46.750508 ) onde o relevo teoricamente seria perfeito para um estádio, similar ao sítio original do estádio do Pacaembu.

    Mas é provável estarem especulando isso em uma das áreas de pedreiras desativadas que há entre Brasilândia e Taipas, ou nas áreas livres entre as estações de Vila Clarisse e Jaraguá, por possivelmente abrigarem mais áreas livres com esse relevo tido como ideal para um estádio.

  5. RAQUEL, O PROBLEMA DO MORUMBI NÃO É TÉCNICO! INFELIZMENTE NÃO PODE SER RESOLVIDO POR URBANISTAS, AINDA QUE TENHAM A TUA CAPACIDADE. CERTA VEZ, UM JORNALISTA DISSE QUE OS INTERESSES DA FIFA SEMPRE FORAM SOMBRIOS, POR ISSO O BRASIL NÃO PODERIA RECEBER UMA COPA DO MUNDO. COM O INTERESSE DE POLÍTICOS E EMPRESÁRIOS EM USAREM DINHEIRO PÚBLICO PARA CONSTRUIR-SE UM NOVO ESTÁDIO, ESTÁ MAIS DO QUE PROVADO QUE O BRASIL MERECE ESTA GENTE (BRASIL/POLITICOS E NÃO BRASIL/POVO), AFINAL DE CONTAS…TODOS PERTENCEM À MESMA LATRINE!!!!!!!!! OBRIGADO

  6. Neste caso eu penso que não é preciso inventar nenhuma roda assim como o desfecho é mais ou menos previsto, seja lá qual for a decisão. O histórico recente das copas do mundo mostra estratégias de investimentos que aliam um evento de grande magnitude com políticas públicas, especialmente as de mobilidade urbana, geração de negócios, renovação ou recuperação urbana, geração de empregos dentre outras. Na Alemanha cito o exemplo de Munich, com a construção do Allianz Arena, um investimentos privado de 340 milhões de euros, a cerca de 3 km do aeroporto e a 15 minutos do centro da cidade por trem, com 10 mil vagas de estacionamento localizada em uma área de recuperação ambiental (proximo ao antigo aterro sanitário de Munich). Mesmo com o belo estádio do Complexo Olimpico (projeto do arquiteto e engenheiro Frei Otto) optou-se por um novo projeto que minimizou os problemas de mobilidade já existentes na cidade, a de maior densidade de veiculos por habitante na Alemanha. Adicionalmente foi implantada uma moderna linha de trem suburbano conectando o centro e o aeroporto além de uma ótima rede de ciclovias com inumeras possibilidaes de integração multimodal. Já na Africa do Sul a necessidade de construir 5 dos 10 estádios da copa deveu-se a pouca tradição do futebol onde os estádios existentes, mais dedicados ao cricket e ao rugbi, não permitiam adaptações. Me parece óbvio que a 4 anos da copa estamos “embarigando” as soluções e os compromissos e, como nos é comum, não estamos lidando com um nível elevado de estudos nem políticas públicas integradas a este evento. Faremos os já tradicionais remendos urbanos e obras “meia-boca”. Nada de estratégias duradouras, amplas, com estratégias e visões pós-copa. Vamos neste “oba-oba” cuja mentalidade subverte bons propósitos e cujos resultados sociais deverão ser menores do que os possíveis. Estaremos novamente protagonizando aquilo em que nos tornamos especialistas: o improviso e, o inevitável conluio entre governantes, organizadores, empreiteiros e investidores.

  7. A meu ver o grande erro em toda preparação para a copa do mundo é o foco único no evento, o retorno a cidade está sendo negligenciado, o planejamento é feito como se Barcelona 92 não houvesse existido. São Paulo não precisa de mais estádios, o Morumbi com algumas adequações pode servir tranquilamente a Copa, sou contra inclusive a proposta de desapropriação para criar estacionamento uma vez que a Copa como evento único pode utilizar de esquema próprio, como o feito no Stade de France.

  8. Desculpa,
    Mas os acessos ao Morumbi não comportam um estadio para a copa.Imagina o caos urbano causado nesse bairro que é tipicamente residencial.Um estadio para esses fins deve ficar próximo a marginais com acessos de trem…metro…ônibus….para facilitar o fluxo de pessoas.
    Quando tem eventos no Morumbi….o bairro para….a AV:Morumbi para…..vira um caos…..imagina um evento de Copa do Mundo.
    Não acho esse quadro bom exemplo urbanístico….temos que pensar melhor.

  9. Não é necessário construir novo estádio para copa em São Paulo.

    A copa no morumbi trara ganhos permanentes ao bairro do morumbi (metro; monotrilho; estacionamentos publicos; novas vias de acesso… etc)…. além de ter o estádio tradicional da cidade modernizado….

    Apoio a abertura da copa no Morumbi!

  10. Sinceramente eu não acredito na reforma do Morumbi. O Morumbi é um estádio Gigante, que contagia qualquer pessoa que nunca entrou em um estádio de futebol, mas aí está o seu grande problema. É um estádio fora dos padrões atuais de Arena Muti-uso. Gigante também são os seus problemas, tanto estruturais quanto o acesso do público e pontos cegos do estádio. O entorno não é parceiro do estádio, isso porque à 50 anos atráz não existia a preocupação com estacionamento pois o número de veículos era baixo na cidade de SP. Não pensaram o Morumbi como um estádio para o futuro, só se preocuparam com o seu tamanho. Essa reforma que querem fazer eu acho impossível de ser executada pois ficará muito, mas muito mais cara do que a construção de uma nova Arena. O que eu acredito é que na surdina o Corinthians está articulando a construção de sua Arena e que em breve ficaremos surpresos com esse projeto. Eu duvido e aposto com quem quizer que será muito difícil a cidade de SP perder essa abertura de Copa do Mundo. A cidade de SP é a única no país que suporta um evento como esse, e se até na África foi construído estádios modernos imaginem no Brasil que passa por uma situção muito melhor financeiramente do que na África. Quem vai exigir algo melhor do que o Morumbi será com certeza a dona do Mundial a Dona FIFA. Podem espernear, pular, gritar, mas dificilmente o país não acatará as ordens da FIFA.

  11. Não consigo entender a construção de um novo estádio, se as melhorias necessárias ficariam pra sempre para o bairro (portanto, para a cidade!), para o próprio clube, para os torcedores e para todo o futebol. Claro que é guerra de interesses…
    Aliás, a construção de um estacionamento no metrô ( e a inauguração dele logo, pelo amor de Deus!) também seria solução para o estádio em dias de jogos e shows. Olha que investimento mais bem aproveitado! Todos os dias as pessoas poderiam deixar seus carros e usarem o metro, até porque é desanimador andar 1,5 km em cima do saltinho nessas calçadas maravilhosas, para chegar na estação!..
    Agora, alguém sabe dizer quando foi que aconteceu a lotação máxima do estádio nos últimos anos? Porque moro bem próximo ao estádio e NUNCA, nem em jogos da Libertadores, nem final de campeonato, nem qualquer show atrapalharam tanto a vida quanto pequenas ocorrencias em outros pontos da cidade nesses 17 anos. Não acho nada grave. Nem a questão do estacionamento pode ser muito pior do que o que já ocorre em dias de eventos no estádio. Os acessos? Não entendo o problema. Chego e saio fácil de casa com o Morumbi lotado ou não, pois existem muitas opções de acesso, como em poucos locais da cidade. Só preciso lembrar as datas e os horários para adaptar o caminho!
    Sem contar a história do estádio, projetado pelo arquiteto Vilanova Artigas e inaugurado em outubro de 1960. Como arquiteta sou a favor da modernização mas defendo que o projeto de adaptação seja elaborado com o respeito que a obra merece, e seja devidamente acompanhado pelos órgãos competentes para que o nosso estádio modernista não se transforme em um elefante branco. Pela importância da obra, a reforma deveria se mais discutida e não ficar sob responsabilidade de um ou outro arquiteto. Já que sempre vivenciamos o desrespeito à cidade e às pessoas que nela vivem, pelo menos respeitem um pouquinho a memória…

  12. Acredito que será muito difícil a aprovação do Estádio do Morumbi , mediante as tantas reformas que deverão ser efetuadas, além do fato que o acesso ao Estádio do Morumbi é bastante complicado, pois esta cercado de ruas estreitas.

    Eu já tive a oportunidade de morar no Morumbi, muito próximo ao Estádio e no Pq. São Domingos, que é um bairro vizinho a futura Arena. Realmente na segunda opção – Arena Multiuso Pirituba- há muitas opções de saída, como as Marginais Pinheiros e Tietê, Castelo Branco, Rodoanel, entre outras vias, porém, o transporte público lá é muito escasso, com difícil acesso a metros.

    Não creio que a Arena Pirituba seja uma boa opção para a Copa, mas é uma idéia plausível para outros objetivos, como shows, complexo de eventos e etc, até porquê contaremos com a evolução de uma região que esta esquecida e com grande potencial de crescimento.

    Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s