Prefeitura de SP tem R$ 350 milhões parados no caixa da Operação Urbana Água Espraiada

A Prefeitura de São Paulo tem hoje cerca de R$ 350 milhões parados no caixa da Operação Urbana Água Espraiada para a realização de obras na região. A Água Espraiada é lembrada como a avenida que irá se unir à Imigrantes e aliviar o trânsito na Avenida dos Bandeirantes, mas há outros projetos previstos para essa operação.

As obras dentro do perímetro da Água Espraiada são financiadas pela venda de certificados de potencial construtivo. A prefeitura lança um título no mercado, como os títulos que circulam na bolsa de valores, que se chama CEPAC e pode ser convertido em área construída. E as empreiteiras que querem construir acima do zoneamento permitido compram esses títulos.

A prefeitura já realizou vários leilões de CEPACs e arrecadou quase R$ 800 milhões na Operação Água Espraiada, pois é uma área de grande interesse do mercado imobiliário. Esse dinheiro deveria servir para fazer o prolongamento da Avenida Água Espraiada até o final, conectando-a com a Imigrantes, o que envolve inclusive a construção de vários viadutos nas avenidas Berrini, Santo Amaro, Pedro Bueno e George Corbusier. Os recursos também devem ser utilizados para a urbanização e o reassentamento de quase 25 favelas que estão em vários trechos, principalmente na região de Americanópolis.

Até agora o que aconteceu com essa operação: já foram gastos R$ 300 milhões, quase a maioria em obras viárias. Quase nada foi gasto em habitação de interesse social e reurbanização das favelas e eu me pergunto por quê. Há R$ 350 milhões em caixa que poderiam estar financiando um avanço significativo nessas obras, tanto nas habitações quanto nas vias necessárias e definidas para essa operação.

71 comentários sobre “Prefeitura de SP tem R$ 350 milhões parados no caixa da Operação Urbana Água Espraiada

  1. Este projeto vai desapropriar milhares de moradores que por anos esperam melhorias no bairro vila santa catarina.Agora estes moradores que tinham seus imóvel desvalorizados por causa das favelas, não vão usufruir das melhorias.Meu imóvel será desapropriado porque um parque será construido.Meus filhos nunca tiveram area de lazer neste bairro e agora nem meus netos vão usufruir também.Estou danada com isso.

    • Dona Roseli Maia, fique tranquila. Eu moro há mais de 30 anos na região da Vila Campestre, Jabaquara, próximo da região onde vai passar teoricamente a extensão da Av. Água Espraiada. Estamos ouvindo essa ladainha há anos e nunca foi feito absolutamente nada. Não perca seu sono por causa desta tal Avenida, porque ela não sai do papel. A Prefeitura de São Paulo, não tem verba para tocar o projeto. Esse “abacaxi” vai ficar para o próximo prefeito, porque o Kassab tem que deixar a Prefeitura no final de 2012 e ele não vai mexer numa obra que ele não vai estar aqui para inaugurar.

      Sinceramente, eu não acredito que essa avenida saia do papel. Já vi muitos moradores aqui do Bairro morrer e não chegaram a presenciar as mudanças prometidas. Eu sempre digo que quem viver verá se esta avenida vai mesmo ser concluída. Mas eu mesmo já perdi as esperanças. A zona Sul está mesmo abandonada.

      • Walter, gostaria de ficar tranquila, porém, sabemos que quando os políticos querem fazer megas projetos “eleitoreiros” a coisa anda depressa demais.Inclusive moradores de áreas irregulares estão sendo desapropriados de forma desumana.Se eles invadiram área pública, isso e por conta do descasso do poder público que não cuida do que é deles.Da mesma maneira que eles estão sendo retirados com a desculpa que estão em área de risco, nós de imóveis regulares também seremos com a desculpa de “interesse do Estado”.

    • Valter, Luzia e Roseli,

      Antes de mais nada, também acho um pouco difícil o projeto do parque ser implementado nessa gestão. Mas, por outro lado, há 350 milhões em caixa, ou seja, se quiserem, vão fazer.

      O que posso dizer para vocês é que se for feita uma obra que ocupa um pedaço onde fica a sua moradia hoje, ela será desapropriada e não será paga em títulos. A prefeitura, a princípio, deposita o valor venal do imóvel, que em SP me parece que está próximo ao do mercado, e se por acaso o morador não concorda com esse valor pode lutar na Justiça para receber mais. Mas esse valor venal está garantido.

      Mas concordo que há uma mão pesada da prefeitura, em não ir conversar com os moradores da região para dizer quando o projeto será implantado, explicar como as propostas serão feitas, etc.

      Raquel

      • Professora, Sou estudante de direito e vou fazer a monografia Direito a moradia e quero abordar a ineficiência estatal para resolver este cancêr social. E ainda aspectos administrativos da Caixa Econômica ser uma empresa pública e não uma fundação. Se o objetivo dela é social não tem sentido ela atuar como empresa privada.
        solicito dados, material e pesquisa sobre o asssunto para enriquecer minha pesquisa. Grata. Rosa

  2. Olha amigos! moro na região há mais de 50 anos, nunca tive ajuda de ninguém, alias sofri várias enchentes e nunca nehum governante me ajudou, agora vem ai o aumento de iptu para areas nobres. Pergunto ? Esses favelados vão também pagar a conta ou só eu?
    estou muito revoltada com essa situação, trabalho quatorze hs por dia entre ir e vir do trabalho por que todo mndo também não pode fazer isso. Só eles são coitatinhos. Fica ai o meu protesto por essa palahaçada que His para baixa renda eu também sou baixa renda portanto!!!!!!!

    • Maria Cecília,

      Entendo sua revolta. Só para te esclarecer: o critério de isenção do IPTU não leva em consideração se é a moradia é uma Habitação de Interesse Social ou não, mas apenas o valor do imóvel. No caso da proposta da prefeitura, estarão isentos de IPTU imóveis que tenham valor de até 95 mil reais.

      Para imóveis entre 95 e 165 mil reais, haverá um desconto do valor venal de 37 mil, e sobre o restante é aplicado uma alíquota de, se não me engano, 0,6 ou 0,8%.

      Saiba que se você foi vítima de enchente pode pedir desconto no IPTU, é um direito seu!

      Raquel

      • Ora Sra. Raquel! a sra. não pode entender a minha revolta, pois sou mais velha e no meu tempo não tinha todas essas bolsas tinha é que trablalhar muito para reconstruir a vida. Quanto a isenção de Iptu, agora já não preciso mais, paguei minha vida inteira portanto…….
        Quando o assunto pegar no seu pé talvez a sra. posso entender minha revolta

  3. Concordo com a minha amiga Roseli, esperamos tanto pela melhoria e agora fico sem teto; Isso é justo?E se isso seguir em frente como vai ser paga essa desapropriação? em titulos e no valor que a prefeitura decidir, isso não está certo pois todos que tem uma casa ali ralou muito, sem dizer que o primeiro projeto não afetaria em nada nossas casas. Quero saber porque mudou, o que fez mudar?E tantas outras respostas que já deixei acima.É triste saber que a história continua tira-se de quem não tem para dar para aquele que tem, porque a classe mais carente é reevindicada de toda forma. Neste caso tira-se o teto de quem não tem e não se faz nada para por essa gente em um lugar descente. Quando chega época de eleição procura-se essa classe carente da uma cesta basica e os coitados por não terem nada se submetem para dar votos a um partido representado por uma pessoa que está olhando para o seu proprio umbigo.Um país tão rico com um povo morrendo de necessidade.

    • Pessoal, sou moradora da Vl do Encontro e Vl Fachinni area também afetada pela desapropriação de Mega Projeto eleitoreiro.
      Amanhã 30/04/2010 as 19h00 estaremos na Assembleia Legislativa (Pq. do Ibirapuera) Auditorio D.Pedro I para tratarmos de assunto de interesse de moradores/proprietários pagadores de IPTU (ou não) que compraram o seu lar e que agora são obrigados ou melhor são expulsos como lixo humano.
      Contamos com a presença de todos.
      A Obra só não acontecerá se nós moradores nos unirmos. Lutarmos por um objetivo comum “o bem estar da população paulistana como um todo”.

  4. O que mais preocupa, é que a EMURB nao é transparente e se recusa a prestar esclarecimentos.A rádio Bandeirantes AM840(única emissora que me deu atenção) (Milton Parron)fez uma matéria sobre esta operação e a EMURB não se manifestou.Espero que o Ministério Público intervenha por nós.Não queremos nenhum parque que destrói toda a história de famílias que lutaram para construir seus tetos.

  5. GENTE AS PESSOAS VOTAM TODOS OS ANOS, E SE QUE CONHECE OS POLITICO. QUE VOTAM, ESSO E SO CAMPANHA POLITICA E MAIS NADA. TENHO 22 , AGRADITO QUE ESSA AVENIDA VAI SER COMCLUIDA. QUADO EU TIVET 150 ANO.
    VCS ACREDITA QUE UM SER HUMANU VIVA TUDO ISSO… KKKKKKKKKKKKK FALA SERIO.

  6. (LEI ESSA NOTICIA)Mais um incêndio na favela. Mais um notícia de que dezenas de famílias perderam tudo. Mais uma hipocrisia do SPTV (TV Globo), insinuando que os próprios moradores são os culpados pelo incêndio: “instalações elétricas e de gás irregulares são potenciais fontes de risco.”

    A hipocrisia do telejornal SPTV é tamanha que usa a ponte estaiada como pano de fundo no seu estúdio… Este “cartão-postal” custou a bagatela de R$ 300.000.000,00 (trezentos milhões de reias), dinheiro suficiente para construir no mínimo 10.000 (dez mil) casas populares!!!

    Por que a TV Globo não diz que o dinheiro arrecadado com a operação urbana Água Espraiada (R$ 700 milhões) deveriam ser gastos prioritariamente com a construção de moradias populares e equipamentos sociais?
    Por que a TV Globo não informa que tanto a favela Beira rio quanto a favela Alba estão na área da Operação Urbana Água Espraiada?
    Por que a TV Globo não informa que os moradores da favela Beira Rio são cadastrados anualmente mas nunca são contemplados com moradias populares?
    Será que a TV Globo está de rabo preso com os desmandos da prefeitura de São Paulo? Ou com as construtoras???
    Será que a TV Globo está satisfeita com a situação desde 2001 por seu fundador ter sido homenageado dando nome a antiga avenida Aguas Espraiada? Note-se que esta avenida é o símbolo da corrupção paulistana: projetada a um custo de R$ 300 milhões, gastou-se mais de R$ 800 milhões e só construíram a metade to traçado original…

    A ordem não escrita é para expulsar os pobres
    A imprensa engole as mentiras da Emurb. As mentiras dizem que estão cadastrando moradores para construírem moradias populares na região. Ora, uma simples olhada no histórico da região fica evidente que querem expulsar os moradores pobres.
    Já nas primeiras fraudes da construção da avenida Água Espraiada levaram os moradores para conjuntos habitacionais na Cidade Tiradentes (extremo da zona leste).
    Nesta segunda fase, mesmo aprovada uma lei para a Operação urbana (2001), a prefeitura queria expulsar os moradores da favela jd. Edite para o Campo Limpo (extremo sul da capital). Foi necessária apronta intervenção da Defensoria Pública para garantir que fosse aprovada a proposta de se construir um conjunto habitacional popular no Jd. Edite, que fica “ao pé da ponte estaiada”, no “nobre” cruzamento da av. Luís Carlos Berrini com a av. Roberto Marinho.
    Outra forma de “expulsar os pobres” é oferecer-lhes a alternativa da “bolsa-aluguel” (R$ 300 por mês) ou R$ 5 mil para “voltar para sua terra”. a maior parte prefere o R$ 5 mil, pois além de ser quase impossível encontra uma casa por R$ 300/mês, ainda não tem garantia de que a prefeitura continuará pagando o aluguel e nem mesmo se sabe quando é que a moradia popular definitiva será construída.

    A fraude do túnel de R$ 2 bilhões
    As fraudes contra a Operação Urbana Água Espraiada parece contar também com a complacência do jornal Folha de São Paulo e do Jornal O Estado de São Paulo, pois nenhum deles contesta as graves mentiras propaladas pela Emurb. Eles poderiam informar aos paulistanos e brasileiros o seguinte:
    1) o túnel de 2,4km – a um custo inicial superior a R$ 2 bilhões – não consta da lei municipal;
    2) o trajeto do túnel está fora da área geográfica da operação urbana. Logo não poderá ser financiado com os recursos obtidos na operação. Quem vai pagar a conta somos todos nós paulistanos.
    3) não há garantia efetiva da construção das necessárias casas populares.
    4) A própria prefeitura reconhece cerca de 8 mil famílias morando nas áreas de risco, mas propõe apenas 4 mil moradias populares.
    5) O primeiro Relatório de Impacto no Meio Ambiente (RIMA) criticou a construção de grandes avenidas em fundo de vale. O segundo RIMA (apresentado em 23/11/2009) foi para inglês ver, pois inventaram um túnel de 3,6km, aumentaram a área do “parque linear” e não informaram onde vão construir as moradias populares para as 9 mil famílias e nem como farão as milhares de desapropriações.
    6) As empresas construtora já foram previamente escolhidas. A “licitação” é um mero formalismo “prá inglês ver”. Serão as mesmas empresa do Rodoanel… estão esperando o fim das obras no trecho sul para anunciar as “vencedoras”!!!
    7) Como já foi dito em uma reunião da Emurb, no túnel não passará transporte público e a obra é um filé mignon para as construtoras.

    Lei mais aqui:

  7. Estive na EMURB em 01/04/10 para obter maiores informações sobre o projeto água espraiada,Verifiquei que pelo projeto, algumas áreas que não serão desapropriadas, estão sendo marcadas e depois aparecem pessoas dizendo ser da prefeitura fazendo cadastro.A EMURB informou que não sabe nada a respeito, fui investigar e soube que nem todos são representantes do poder público e sim reprsentantes de empresários que estão interessados na área que não será desapropriada.GENTE,VAMOS ACORDAR PARA A REALIDADE!!!
    o interesse comercial está claro,não podemos entregar nosso teto a especuladores.

    • Tambem fui na emurb saber sobre desapropriação verificou pelo iptu e não encontra dentro do perimetro e vieram para cadastrar mas eu não me cadastrei fiquei dfesconfiada não sei ne quem acreditar

  8. Em 25/02/10 houve uma audiência pública, a sub prefeitura do Jabaquara esteve presente, como é que nós, que seremos desapropriados não fomos notificados?Não participei de nenhuma audiencia pública, porque não soube com antecedência.Percebo que a EMURB está ganhando tempo, pois não é transparente.Estou sim, em estado de alerta e percebo que o problema maior é que muitos moradores não acreditam nesse projeto.Quando acordarem, tarde demais.

  9. Ultima publicação para a contratação do projeto do Parque linear.

    ((TITULO))CONCORRÊNCIA Nº 022890100
    OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM ENGENHARIA, ARQUITETURA, URBANISMO E ENGENHARIA AMBIENTAL PARA ELABORAÇÃO DOS PROJETOS EXECUTIVOS VISANDO A IMPLANTAÇÃO DE PARQUE LINEAR NA SUPERFÌCIE DO PROLONGAMENTO DA AV. JORNALISTA ROBERTO MARINHO, ATÉ A RODOVIA DOS IMIGRANTES, LICENCIAMENTO AMBIENTAL PARA INSTALAÇÃO DAS OBRAS, DOS PROJETOS DAS VIAS MARGINAIS, DA ADEQUAÇÃO URBANÍSTICO/PAISAGISTICA DA AV. JORNALISTA ROBERTO MARINHO, NO TRECHO ENTRE A AV. LUIS CARLOS BERRINI E AV. LINO DE MORAES LEME E DOS PLANOS DE URBANIZAÇÃO PARA ZEIS – ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL E DE ARQUITETURA DE HIS – HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL
    ((NG))AVISO DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS TÉCNICAS((CL))
    CONSÓRCIO THEMAG/COBRAPE/GEOTEC/PAULO BASTOS NT = 98,00
    CONSÓRCIO LENC/COPLAENGE NT = 91,00
    CONSÓRCIO VETEC/MAUBERTEC NT = 85,00
    CONSÓRCIO PENTÁGONO/HIGH TECH NT = 84,00
    Decorrido o prazo legal de 5 (cinco) dias úteis, sem interposição de recursos, fica designada a data de 13/04/2010 às 9h30 na sala de licitação do 10º andar – 103-B, Edifício Martinelli, para realização da sessão de abertura dos envelopes contendo as propostas comerciais.

      • Este é o consórcio vencedor da licitação THEMAG-COBRAPE-GEOTEC-PAULO BASTOS constituído pelas empresas THEMAG ENGENHARIA E GERENCIAMENTO LTDA, COBRAPE – CIA. BRAS. DE PROJ. E EMPREENDIMENTOS, GEOTEC CONSULTORIA AMBIENTAL LTDA e ARQUITETO PAULO BASTOS E ASSOCIADOS LTDA,.

        Falta agora análise da documentação.

  10. Ultima publicação 25/03/2010 para contratação de empresa para obras da avenida.

    ((TITULO))CONCORRÊNCIA Nº 019890100
    OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS OU CONSORCIO DE EMPRESAS NACIONAIS PARA A EXECUÇÃO DAS OBRAS E SERVIÇOS DO PROLONGAMENTO DA AVENIDA JORNALISTA ROBERTO MARINHO, DA AVENIDA LINO DE MORAES LEME ATÉ A RODOVIA DOS IMIGRANTES.
    A EMURB comunica que o CONSÓRCIO RM (ANDRADE GUTIERREZ E SERVENG) apresentou recurso administrativo contra a decisão da Comissão Especial de Licitações que decidiu pela desclassificação de sua proposta comercial relativa ao lote nº 03. Fica franqueada vistas ao processo a partir de 26/03/10 e aberto o prazo legal para apresentação de eventuais impugnações.

    na EMURB

  11. A obra vai sair sim!
    Já estão fazendo as medições e a própria Congás sequer passou a sua malha de tubulação nas áreas que serão desapropriadas.
    Novas medições já estão em andamento, é só passar na região e verificar as equipes trabalhando.
    Agora, cá entre nós…se a obra é eleitoreira ou não, não importa! É uma obra muito necessária para a cidade e ponto.
    É chato saber que muitas pessoas terão suas casas desapropriadas e inumeros transtornos com isso, mas é fato comum em cidades como São Paulo, que cresceram rápido demais sem planejamento e com ocupações irregulares.
    Criticar é fácil, o mais difícil é recuperar áreas degradadas, construir vias efeicientes e melhorar a qualidade de vida da grande maioria.
    A quantidade de pessoas que são contra este projeto é irrisória em comparação a quantidade de pessoas que serão beneficiadas e que aguardam estas benfeitorias por anos.
    Com relação às favelas, há uma grande malandragem nisto. Tem muito vagabundo ganhando dinheiro.
    Aliás, moradia existe, só que distante e muitos não querem deixar a mamata. Não pagar água, luz, IPTU e tem alguns que abrem até comércio…estão arrastando a desocupação pra ganhar mais dinheiro (público). Enquano isto, nós otários, trabalhamos e pagamos impostos. Essa coisa do “politicamente correto” (como odeio isto), do “coitadismo”, tem que acabar aqui no Brasil.
    Tem que sair mesmo, a cidade não pode ser refém de interesses de poucos. Sempre foi assim e continuará sendo, infelizmente.

    • Olá Fernando, quero lhe dizer que as áreas irregulares foram ocupados pelo próprio descaso do poder público.Meu imóvel é regular, pago meu IPTU, porém não gostaria de ver ninguém sem teto, mesmo os que invadiram áreas públicas.Serei desapropriada por conta desse parque, cuja extensão é desnecessária.Vc. deve saber que a prefeitura vai negociar com incorporadoras terrenos que serão desapropriados, pois com a operação urbana, eles valerão muito.Sei que vc.não pode sentir a dor dos outros(ninguém pode) mas que respeite-a.Meu pai tem 80 anos, comprou seu terreno a 50 anos atrás, não tem entendimento da desapropriação, vive tristonho, sem entender que o que era dele(comprou, pagou) não é mais.

  12. Roseli, vc é da regiao do Jabaquarra ? Sou da Vila do Encontro, proximo ao Corpo de Bombeiros.

    Entoa, meu filho esteve hoje a noite numa reuniao , nao propriamente sobre o tunel , no Clube da Cidade Vargas, e
    a coisa anda mesmo feia.
    O pessoal da regiao nao participa, ninguem sabe de nada, o subprefeito se faz de tonto, ninguem explica nada !!
    Tudo o que dizem ai anteriormente, foi constatado pelo meu filho.
    Temos que nos mexer mesmo, ja que tudo esta sendo feito bem enrustido. Será a toa ?

    Sidnei

    • Olá sidnei, moro na Vila Santa Catarina, a 300 metros acima do corrego água espraiada.Quero saber como é que vcs. ficam sabendo dessas reuniões, das quais não fico sabendo nunca.Meu lote é regular, com escritura definitiva.Hoje estive com uma assistente social da secretaria da habitação, impressionante como as informações são desencontradas.Ela disse que a EMURB não está passando as informações corretas.Só sei que nada é transparente e a impressão que fica é que seremos surpreendidos com a desapropriação.Estou atordoada, pois sei que este MEGA PROJETO é COMERCIAL E QUE ESTA ÁREA JÁ ESTA SENDO ESPECULADA POR GRANDES INCORPORADORAS.Porém quando questionamos sobre o projeto, dizem que nada ainda é definitivo, que o mesmo vai passar por reformas e que podemos ser ou não desapropriados.

      • Olá Raquel, Roseli e demais,

        trabalho com Direitos Humanos e a questão urbana e faço parte de uma comunidade sediada na área prevista para desapropriação, próxima à antiga R. Souza Dantas, hoje Jorge Duprat, classificada como Vila Paulista. Tenho acompanhado o debate envolvendo este projeto e minha preocupação aumentou ao verificar que as equipes de assistência social da prefeitura já iniciaram o trabalho de cadastramento dos moradores na Vila Santa Catarina, com chamamento para reuniões que, na verdade, pouco explicam sobre a real estrutura do projeto e não dão alternativas à remoção forçada. Não foi garantida aos moradores inclusão em projeto de reassentamento nem feitas propostas de moradia de interesse social. Esse tipo de ação do poder público de fato caracteriza a prática de despejos coletivos e, o que é mais grave, justamente das parcelas da população que mais necessitam de políticas urbanas. Isto é, depois da omissão estatal vem a violação do direito à moradia digna, garantido no art. 6º da Constituição Federal desde a Emenda Constitucional nº 26, de 14 de fevereiro de 2000. Também fere as diretrizes estabelecidas no art. 2º da Lei n. 10.257/2001, o Estatuto da Cidade, que elenca a garantia da moradia digna como objetivo fundamental. A partir dessas reflexões gostaria de saber se poderíamos manter contato mais estreito para pensarmos essa situação. Vocês conhecem alguma ação desenvolvida nesse sentido? Alguma organização dos moradores ou associação de bairro?
        Poderiam passar algum contato para conversarmos?

        Trata-se da situação de milhares de famílias e é preciso dar visibilidade ao problema emergencial.

        Um abraço a todos.

      • Roseli, Raquel e pessoal afins…

        Segunda feira tem reunião do Conseg do Jabaquara – Cons.Com. Segurança.
        Dia 17.05.2010 – as 19:30 hs na Sede da Sociedade Amigos da Cidade Vargas, localizada na Praça 20 se Setembro , 02-Cidade Vargas. Fica a 03 quadras do Metro Jabaquara.
        Presentes Delegados da 35 e 97 DP Comandates Militares e da Guarda Civil, alem do Sub Prefeito do Jabaquara, CET…
        Posicionamentos de reuniao anteriores, segurança, demandas e assuntos diversios, incluindo….o famigerado tunel !!!

        Participem !!

  13. Thiago, meu email é : roseli5563@terra.com.br
    Na Rua João Barreto de Menezes, esquina com a av.Sta Catarina tem a Consabeja, que é uma associação onde a CDHU dispoe de funcionarios que dão informações sobre o projeto água espraiada.

    • Oi Roseli e Thiago, gostariamos se voces obterem mais informações, que não deixem de colocas aqui, afinal estamos todos no mesmo barco e não queremos afundar nas águas espraiadas.

      • OLá josé, bom seria se pudessemos participar dessas reunioes que acontecem.Se não me engano, toda terceira 2ª feira de cada mês(talvez 17 de maio)acontece as reunioes do CONSEG no clube Cidade Vargas, onde se reunem todas das autoridades do Jabaquara, inclusive o sub prefeito.Vou confirmar a data da próxima reunião(a anterior foi agora dia 19 de Abril)e te aviso.Será que o sub prefeito sabe nos informar com precisao sobre este mega projeto?

  14. CONCORRÊNCIA Nº 023390100 – NOVO AVISO
    Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE FISCALIZAÇÃO, SUPERVISÃO E CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS E SERVIÇOS EXECUTADOS PELA EMURB, INCLUINDO A DISPONIBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS, PARA A EXECUÇÃO DAS INTERVENÇÕES RELACIONADAS À OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA ÁGUA ESPRAIADA.

    Local dos procedimentos: Rua São Bento nº 405, 10º and. do Ed. Martinelli – São Paulo – Gerência de Licitações e Contratos.
    Aquisição do edital: a partir de 19/04/10 até o dia 02/06/10 – das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 16:00 horas, CD-ROM ao custo de R$ 20,00.
    Entrega dos envelopes: até às 9:45 h. do dia 07/06/2010.
    Abertura dos envelopes: 10:00 h. do dia 07/06/2010, no 10º and. do Ed. Martinelli, sala 103 B.

    publicado em 16 abril 2010

  15. publicado em 16/04/2010
    CONCORRÊNCIA Nº 023490100 – NOVO AVISO
    Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE GERENCIAMENTO DAS OBRAS E SERVIÇOS EXECUTADOS PELA EMURB, INCLUINDO A DISPONIBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS, PARA EXECUÇÃO DAS INTERVENÇÕES RELACIONADAS À OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA ÁGUA ESPRAIADA.
    Local dos procedimentos: Rua São Bento nº 405, 10º and. do Ed. Martinelli – São Paulo – Gerência de Licitações e Contratos.
    Aquisição do edital: a partir de 19/04/10 até o dia 02/06/10 – das 9:00 às 12:00 e das 14:00 às 16:00 horas, CD-ROM ao custo de R$ 20,00.
    Entrega dos envelopes: até às 14:45 h. do dia 07/06/2010.
    Abertura dos envelopes: 15:00 h. do dia 07/06/2010, no 10º and. do Ed. Martinelli, sala 103 B

  16. Olá José, Roseli e Tiago

    Sou responsável pelo site http://www.naoampliacaodecongonhas.com.br e queria deixar registado que linkei essa noticia da Raquel no nosso site.

    Todos os assuntos referentes ao bairro interessam a Associacao dos Moradores do Entorno do Aeroporto, a AMEA. Membros da associação tem participado das reuniões na Subprefeitura do Jabaquara e nas Audiências Públicas.

    A Associação já está mobilzando advogados e já temos as plantas do projeto emitidas pelo DESAP 11.
    De fato a Emurb, segundo calendário de obras, que prevê a conclusão das obras para o final e 2011, estamos na fase de licitações. A fase seguinte é de contratação e logo em seguida desapropriações e disponibilização dos imóveis.

    O mapa está publicado no link desapropriação

    Entrem em contato para maiores informações

    • Olá Christine,
      Obrigada pela sua manifestação.
      meu email é roseli5563@terra.com.br
      gostaria de me comunicar com vc. pois se sinto isolada.Nunca participei de audiências publicas, pq não soube com antecedencia.Gostaria de participar da sua associação.meu telefone é 55638867.

      • Oi Christine.
        Tentei visualizar o mapa de desapropriação, mas quando ampliava para poder identificar o traçado, ele fica ilegivel e também parece que não está completo. voce teria o link donde foi tirado o mapa de desapropriação, para pder baixa-lo na integra.

  17. Olá a todos.

    Roseli, entrarei em contato contigo. Vamos buscar saber as datas corretas dessas reuniões da CONSEG para podermos participar. Creio que seria importante que trouxéssemos essas informações aqui para o blog, com vistas à sua divulgação.

    José, obrigado pelas informações sobre as licitações. Se puder também, nos mantenha informado por favor sobre o que ocorre e especialmente sobre os casos de recurso, pois podem aparecer irregularidades nos procedimentos, já que o projeto é tão grande e lucrativo.

    Christine, obrigado pelas informações. É realmente muito importante o acompanhamento e a assessoria que podem prestas os advogados, especialmente se envolvidos na área urbanística. Entrarei em contato para verificarmos a possibilidade de articular ações conjuntas. Bom saber que já estamos nos mobilizando.

    Não podemos deixar de nos organizarmos, apenas assim teremos alguma chance de negociação, etc. Ao contrário do que pode parecer, não estamos isolados.

    abraçço a todos.

  18. Olá pessoal, recebi um email de Maria Helena, moradora da Vila do encontro.Ela convida a todos os proprietários envolvidos na desapropriação Operação Urbana Agua espraiada a participar de uma manifestação que será realizada na Assembleia Legislativa dia 30 de abril, ás 19:00 hrs.(av.pedro Alvares Cabral, 201 – auditório D.Pedro I Gabinete do Dep. Carlos Giannazi tel. 38866686

    Farei o possível para estar lá.

  19. Acabo de chegar de uma audiencia realizada na Assembleia Legislativa tema: Operação urbana agua espraiada.
    DESAPROPRIAÇAO NÃO .Estou feliz, pois me sentia isolada no meu inconformismo.Mas vi que muitos estão entrando nessa luta e só com união é que vamos vencer.

  20. Olá, Roseli.

    E então, você conseguiu comparecer à manifestação do dia 30? O que foi discutido? Algo ficou acordado?

    abraços

  21. Ultima publicação do Parque Linear

    CONCORRÊNCIA Nº 022890100
    OBJETO:
    CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM ENGENHARIA, ARQUITETURA, URBANISMO E ENGENHARIA AMBIENTAL PARA ELABORAÇÃO DOS PROJETOS EXECUTIVOS VISANDO A IMPLANTAÇÃO DE PARQUE LINEAR NA SUPERFÌCIE DO PROLONGAMENTO DA AV. JORNALISTA ROBERTO MARINHO, ATÉ A RODOVIA DOS IMIGRANTES, LICENCIAMENTO AMBIENTAL PARA INSTALAÇÃO DAS OBRAS, DOS PROJETOS DAS VIAS MARGINAIS, DA ADEQUAÇÃO URBANÍSTICO/PAISAGISTICA DA AV. JORNALISTA ROBERTO MARINHO, NO TRECHO ENTRE A AV. LUIS CARLOS BERRINI E AV. LINO DE MORAES LEME E DOS PLANOS DE URBANIZAÇÃO PARA ZEIS – ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL E DE ARQUITETURA DE HIS – HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL.

    AVISO DO JULGAMENTO DA HABILITAÇÃO

    A Comissão Especial de Licitação após análise dos documentos apresentados, decidiu habilitar os licitantes consórcio THEMAG-COBRAPE-GEOTEC-PAULO BASTOS constituído pelas empresas THEMAG ENGENHARIA E GERENCIAMENTO LTDA, COBRAPE – CIA. BRAS. DE PROJ. E EMPREENDIMENTOS, GEOTEC CONSULTORIA AMBIENTAL LTDA e ARQUITETO PAULO BASTOS E ASSOCIADOS LTDA, o consórcio INFRA-SP2 constituído pelas empresas LENC LABORATÓRIO DE ENGENHARIA CONSULTORIA LTDA e COMPLAENGE PROJETOS DE ENGENHARIA LTDA e o consórcio PROJETO VIA PARQUE constituído pelas empresas VETEC ENGENHARIA LTDA e MAUBERTEC ENGENHARIA E PROJETOS LTDA, por terem atendido a todos os requisitos do edital.
    Decorrido o prazo legal de 5 (cinco) dias úteis, sem interposição de recursos, os autos serão encaminhados à Autoridade competente para decisão de homologação e adjudicação.

  22. No Diário de 08/05/2010, saíra uma publicação referente a licitação abaixo

    CONCORRÊNCIA Nº 023390100
    Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA PARA APOIO ÀS ATIVIDADES DE FISCALIZAÇÃO, SUPERVISÃO E CONTROLE TECNOLÓGICO DAS OBRAS E SERVIÇOS EXECUTADOS PELA EMURB, INCLUINDO A DISPONIBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS, PARA A EXECUÇÃO DAS INTERVENÇÕES RELACIONADAS À OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA ÁGUA ESPRAIADA.
    BOLETIM DE ESCLARECIMENTOS Nº 02
    Pergunta:
    Estamos entendendo que no caso da participação em Consórcio nos 5 lotes, constantes do Edital, o capital do consórcio deverá ser correspondente a 10 % do total do somatório dos valores dos contratos (item 8.1.), acrescidos de 30 %, e o capital social de cada empresa componente do consórcio, deverá ser o equivalente à sua porcentagem de Participação.
    É correto o nosso entendimento?
    Resposta:
    Não. Independentemente da participação de Consórcios nos 5 lotes, conforme subitem 18.2.2. do edital, a licitante será declarada vencedora em apenas um lote e estará automaticamente desclassificada para os demais, portanto, o consórcio deverá comprovar para cada lote que apresentar proposta o capital social correspondente a 10% do valor estimado do contrato, acrescido de 30%. O capital de cada empresa componente do consórcio deverá ser equivalente à sua porcentagem de Participação.

  23. Leiam na integra, matéria que saiu publicada no JORNAL DA ZONA SUL edição de 07 a 13/05/10 página 06.

    http://ftp.jornalzonasul.com.br/pdf/2470.pdf

    Prefeitura muda nome de Operação Urbana
    para “Ampliação do túnel Roberto Marinho”

    …… Desta vez, o jornal obteve
    resposta. A Secretaria informou
    que o material estava
    sendo adaptado, por estar
    incompleto, e que a nova versão
    entraria no ar até quinta,
    6. Realmente, o material foi
    totalmente modificado, mas
    os mapas e fi guras que ilustram
    o trajeto foram retirados.
    E mais: novamente, sumiu o
    termo Operação Urbana Água
    Espraiada e surge o termo
    Túneis de Prolongamento da…..

  24. oi eu moro no jabaquara eu estou preocupado com essa av. agua espraiada gostaria de saber quando ela vai passa desce eu moro a mais de 30 anos que ela vai passa nunca passa pq a prefeitura não tem dinheiro ela gastou tudo mais de 300 milhoes

  25. Moro na região e varios amigos receberam uma notificação de desapropriação do imovel para construção de habitação popular para a remoção da favela.

    • Fernando voce sabe quando foi ( se é recente ), que seus amigos receberam a notificação de desapropriação, e qual a rua que eles residem?

  26. A prefeitura quer construir um parque linear entorno do corrego agua espraiada.O maior da Cidade de São Paulo.Não cuida dos que já existem e quer fazer outro?Pessoal, vamos nos mobilizar contra esse parque porque sabemos que parques publicos ficam abandonados, não tem segurança.Peço para que voces fotografem as praças e parque públicos que estão abandonados e mandem para o blog tragedia social no Jabaquara(são moradores de estão fazendo protesto contra este mega projeto comercial)

  27. Gostaria de saber se alguém sabe de pessoas que receberam aviso de notificação de despejo, quando foi, qual o periodo, se é recente, a rua onde mora, para podermos ter uma noção do trajeto das desapropriações, informação esta que a prefeitura até o momento não informa.
    eu procura informar sobre o andamento da licitações, e como informado acima no dia 07 de maio, já está decido o vencedor da lictação para projeto do parque linear, aogra só falta adjudicar e homologar a licitação, para que em breve se inciem as desapropriações e construção dos conjuntos habitacionais, e consequentemente o parque.

  28. sexta feira passada passada dia 14/05/10, foi o ultimo dia para interposição de recurso, aparentemente nenhama empresa o fez, sinal de que a licitação tera seu tramite normal.
    isto é sobre o parque linear.

  29. Fernando, se faz necessário a obra então leva pra sua casa e derrube-a pois aqui nos moramos no bairro a mais de 40 anos e outros moradores até 60, então não venha em defesa desse prefeito cretino que quer fazer esta obra eleitoreira ao inves de resolver por exemplo os problemas da avenida M.Boi Mirim
    É muito facil dizer que a obra é importante quando não se tem uma visão das necessidades da cidade ou pq um cidadão que quer conforto em ir para o litoral mesmo que isso custe uma tragédia para os MORADORES DONOS DE SUAS CASAS e seriam afetados.

  30. Leiam Jornal da Zona Sul, pág. 04 de 28/05 a 03/06 de 2010.

    Prefeitura promete discutir desapropriações no
    Jabaquara em reunião dia 9 de junho.

    ………Até o endereço já foi previamente acordado: o debate
    deve se desenrolar no dia 9 de junho, à noite, no auditório
    da Igreja Seicho-no-Iê, que dispõe de espaço mais amplo.
    Representantes das secretarias da Habitação e infraestrutura Urbana, da Emurb e da Subprefeitura
    do Jabaquara são esperados no encontro. Na próxima
    edição e no blog: http://www.aguaespraiada.blogspot.com……...

  31. Seria interessante fazer uma seleção de perguntas para entregar ao representante da prefeitura antecipadamente. É comum não terem informações suficientes e a reunião fica tumultuada. O pontilhado após o endereço do blog prejudica o acesso: http://www.aguaespraiada.blogspot.com

    A opção pelo túnel é para não remover as favelas que ficarão lá da mesma forma como as que existem na margem do trecho já concluído da avenida. É mais fácil remover 100 famílias de classe média…

    Veja mais em: http://cidadaodanilo.wordpress.com/2010/05/19/kassab-muda-projeto-da-avenida-jorn-roberto-marinho-alterando-definicoes-de-2001/

  32. O link para o Jornal da Zona Sul, segue abaixo, e também já consta em informação anterior ( em 07/05/2010)

    http://ftp.jornalzonasul.com.br/pdf/2473.pdf

    Se houver realmente a construção do parque linear, não só as favelas como muitas residencias também saírão, segundo os projeto/desenhos que pude acompanhar até o momento. Aliás a licitação do parque é a que esta mais adiantada, só falta a adjudicação e homologação.

  33. Novidades sobre o projeto agua espraiada!!!Ele está suspenso por irregularidades.ver noticia no Estaão de 01/07/2010. Para nós moradores que seríamos atingidos por este projeto, é uma grande vitória.Agora prestemos atenção pois o poder publico não vai ficar omisso.

    • Não concordo com “massacre” desta maravilhosa obra, o massacre é o q vivemos há anos com traficantes dominando a vila paulista, isto nimguém falou até agora!
      Madrugadas de alto som impedindo nosso sono, sujeira, barracos q não param de serem construídos, gangues de adolescentes de motos , ladrões, viciados!
      Parem de choramingar e peçam o devido valor de seus imóveis! Na vila olímpia os moradores não teriam recebido o valor dos imóveis se não fôsse a desapropriação!
      ACORDEM!!!!!!!!!

  34. Essa obra tem que sair o quanto antes….merecemos…só está suspensa quando voltar vai vir contudo!Não adianta o barulho só vão prolongar o que está definico a acontecer!

    • Olá Vivian, boa noite!
      Serei desapropriada e ñ sou favelada.Comprei meu terreno, construi a casa dos meus sonhos.Digo-lhe: sendo ou não sendo favelado, NINGUÉM merece ficar sem teto.Outra coisa: Esta obra vai afetar muita gente que sempre desejou ficar livre das favelas, e hoje vai sair junto com elas.Espero por melhorias neste bairro há muitos anos, mas não desejo que ninguém fique ao relento.

      • Oi Roseli, boa noite
        Voce esta afirmando que será desapropriada, eu ainda estou na dúvida, no projeto original minha casa sera desapropriada, mas em outros que vi não, então fiquei na dúvida, mas estou bem próximo ao corrego, na segunda quadra para ser mais exato, rua Camilo Carrera, já que voce tem certeza qual a rua que voce reside?

      • Sempre acompanho,a diversas fontes de informação assim que tiver mais noticia coloco aqui, inclusive do metro linha 17 ouro.

  35. Minha mãe foi se informar na Emurb sobre a obra e sobre o alojamento das pessoas da “favela” e a informação que teve foi de que a obra irá sim acontecer, as pessoas podem lutar para alterar o fluxo da obra mas para não ter a obra é impossível. Isto não sou eu quem está dizendo e sim uma funcionária da Emurb.

    Quanto ao alojamento das pessoas das “favelas”, serão feitos os “prédios populares” em toda a região e inclusive já decretaram diversos terrenos.

  36. Atenção pessoal!!!!
    dia 28/04/2011 as 10:00 hrs. haverá uma audiência publica na Câmara Municipal (viaduto Jacarei, 100)
    ASSUNTO: Operação Urbana Agua Espraiada.
    Compareçam e avisem a todos os ineressados.É uma audiencia mto. importante a todos nós que seremos desapropriados.

  37. existe algum site onde encontro um mapa mostrando quais ruas vão sumir do mapa , ou se minha casa vai ser de molida, o projeto atual , que esta em votação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s